Profissionais da saúde devem comprovar que estão em risco para se vacinar contra Covid em Fortaleza

O segundo dia de vacinação ocorre nesta terça-feira, no Centro de Eventos

Vacinação
Legenda: Ontem, foi o primeiro dia de vacinação no Centro de Eventos
Foto: Camila Lima

Os profissionais de saúde terão de comprovar que atuam diretamente com pacientes diagnosticados com Covid-19 para receber a vacina nesta terça-feira (26), no Centro de Eventos. Já de quarta (27) a domingo (31), será exigida a comprovação de que eles atuam na rede hospitalar da Capital. 

O agendamento para os demais profissionais da área foi temporariamente suspenso e a logística ainda será definida. De acordo com a titular da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Ana Estela Leite, o objetivo agora é monitorar e reavaliar a estratégia.Contudo, o agendamento para idosos acima de 75 anos segue ocorrendo normalmente. 

“A gente preferiu suspender e, a partir de domingo, faremos um balanço do que ainda temos de imunobiológico e da quantidade desse público que foi imunizado com a primeira dose”, explicou .

Em entrevista ao Sistema Verdes Mares, Ana Estela Leite esclareceu que, nesse primeiro momento, serão imunizados somente os trabalhadores enquadrados nos critérios de risco.

Hoje, vamos exigir que o profissional da saúde apresente a comprovação que ele está ativo e trabalhando em contato com os pacientes e por isso está sob risco de contrair a doença”, disse. "A partir de amanhã até domingo, serão atendidos os profissionais da saúde agendados para o Centro de Eventos que estão atuando na rede de Fortaleza", enfatizou. 

Veja mais

Grupos prioritários

São considerados na linha de frente os profissionais que trabalham nas enfermarias e UTIs de unidades hospitalares Covid; transporte pré-hospitalar (Samu), UPAS, emergências de hospitais porta aberta; vacinadores; laboratórios de biologia molecular; centros de coleta testagem e atendimento Covid; agentes comunitários de saúde; agentes de combate às endemias; visitadores domiciliares, enfermeiros e técnicos de enfermagem e médicos da Estratégia de Saúde da Família.

Para a comprovação da vacina, é necessário levar contracheque, Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) ou declaração do diretor da instituição. 

Demanda 

Nessa segunda-feira (25), primeiro dia de vacinação no local, 2.702 mil pessoas foram vacinadas. 

Atualmente, a disponibilidade de vacinas é inferior à demanda no Ceará. Com as 208,5 mil doses distribuídas até o momento, somente 33,6% da população considerada prioritária nesta primeira etapa será alcançada.

Os hospitais de Fortaleza seguem recebendo a visita de equipes de vacinação, cuja atuação é pautada pela aplicação do imunobiológico em conformidade com listas nominais recebidas pela Secretaria Municipal da Saúde.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza