Praça do Ferreira sedia, em mais um ano, ações do Dia de Cooperar, com pluralidade de serviços

Atividades aconteceram em comemoração ao Dia Internacional do Cooperativismo, celebrado neste sábado (6)

Legenda: Diferentes estandes ofertavam variados serviços, dentre eles teste de diabetes
Foto: Foto: Natinho Rodrigues

Anos de carteira assinada, atuação em empregos avulsos e investimento pessoal em cursos não foram suficientes para evitar que Luciana Figueiredo, 24, ficasse desempregada. Mãe de uma menina de sete anos, ela conta estar passando por dificuldades para encontrar vaga no mercado de trabalho, motivo que a fez se dirigir ao estande Cadastro de Emprego, instalado na Praça do Ferreira neste sábado (6), durante o evento Dia de Cooperação, ou simplesmente Dia C.

“Eles falaram que se eu ficasse atenta a um aplicativo, me ajudaria bastante porque, a qualquer momento, pode surgir uma vaga”, explica. “Agora, é ter esperança. A gente tem que correr atrás”, torce. 

Ela foi apenas uma das milhares de pessoas beneficiadas com a ação, realizada por cooperativas com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo do Ceará, das 8h às 12h. 

O evento primou por pluralidade de atividades. Massoterapia, informações nutricionais, higiene bucal, educação financeira, entre outras, além de apresentações do músico Carlinhos Palhano, dos repentistas Guilherme Nobre e Zé Vicente e do humorista João Claudio Moreno, foram ofertadas gratuitamente à população.

Legenda: Procedimentos de estética e beleza também deram o tom da ação
Foto: Foto: Natinho Rodrigues

O projeto acontece há anos e com abrangência nacional, em comemoração ao Dia Internacional do Cooperativismo, celebrado neste dia 6. Marilúcia Nobre, à frente da ação em Fortaleza, explica que a relevância se traduz em reunião de cuidados e apoios ao público.

“O retorno que recebemos é sempre positivo. O principal valor é ajudar as pessoas, promover a mudança na vida de cada um. Nosso propósito é trabalhar os objetivos do Desenvolvimento Sustentável, procurando minimizar os impactos que temos no mundo e transformar a vida de muitos por meio de atitudes simples, mas que mudam realidades inteiras”, considera.

Satisfação

No total, a organização contabiliza a participação de 10 instituições parceiras, mais de 100 voluntários e a expectativa de ter atendido cerca de três mil pessoas.

Legenda: Mais de 100 voluntários se prontificaram a exercer atividades para a população, a exemplo do corte de cabelo
Foto: Foto: Natinho Rodrigues

Dennys Rocha, odontólogo e voluntário há dez anos, atuou no estande de Higiene Bucal, executando procedimentos de aplicação de flúor, ensinando técnicas de escovação, entre outras ações com crianças. Para ele, fica nítido, no trabalho, o cultivo do sentimento de união e ajuda mútua

“A gente tem uma harmonia muito grande de diversas áreas. Sentimos, então, que as pessoas saem mais dispostas, entendendo o que é cooperar, com aquele espírito de união que faz a força”.


Categorias Relacionadas


Redação 12 de Julho de 2020