Penúltima noite de Carnaval movimenta Aterro e Mercado dos Pinhões

No Aterro da Praia de Iracema, foliões e vendedores ambulantes aproveitaram o espaço, cada um à sua maneira. Animação e irreverência deram a tônica à festa no Mercado dos Pinhões

Além de modificar a dinâmica da cidade, cujas ruas ficam esvaziadas da correria dos dias úteis, o Carnaval se transforma em período de oportunidade tanto para a diversão de foliões quanto para gerar uma renda extra para vendedores ambulantes. 

Ainda às 18h, o Aterro da Praia de Iracema começou a receber o público para a primeira apresentação desta segunda-feira (4) no polo. O grupo SambaDelas deu início à programação, com um show que abrangeu diferentes ritmos, entre eles, o maracatu. 

Foto: Foto: Camila Lima

Jandira Generoso, 69, ou "paquita sessentona", como se autodefine, é professora aposentada. Carioca, mas frequentadora assídua do Ceara, participa esse ano pela primeira vez do Carnaval de Fortaleza e é só elogios. "Aqui está tudo muito tranquilo, maravilhoso, sem nenhum chato incomodando. A segurança está de parabéns". A indumentária, justifica, é simplesmente porque "ama" a Xuxa.  

A segunda atração na Praia de Iracema trouxe aos foliões uma homenagem ao axé. Em sua apresentação de estreia no Carnaval de Fortaleza, a cantora Mel Mattos tocou sucessos da década de 1990. O público se divertiu ainda ao som de Carla Cristina e Diogo Nogueira.

Foto: Foto: Camila Lima

A movimentação no Aterro representa uma oportunidade para a aposentada Maria Cristina, de 67 anos. Ela aproveita para ir à rua vender cigarros e balas para complementar a renda. Viúva, ajuda financeiramente as três netas. A cada noite, vende pelo menos 60 cigarros.  "Meu faturamento podia ser melhor, mas tem muito ambulante que nem eu circulando por aí", observa. Há seis anos atuando como ambulante, garante que as vendas no Carnaval deste ano estão melhores.  

Comercializando pratinhos de comida em uma barraca no entorno do Aterro da Praia de Iracema, a vendedora ambulante Irismar Souza, de 34 anos, diz que o Carnaval, assim como o Réveillon, é o momento ideal garantir um dinheiro a mais no orçamento. E é bem vindo, especialmente neste período do ano, quando surgem gastos extras como matrícula de colégio e Imposto sobre a Circulação de Veículos Automotores (IPVA). "Eu venho aqui para a Praia de Iracema há cinco anos e esse ano está muito bom (em movimento e vendas)". As vendas deste Carnaval, calcula, estão cerca de 50% melhores que as do ano passado.  

Foto: Foto: Camila Lima

Casal de surdos, como preferem serem designados, Daniel Almeida, 33, e Renata Freitas, 29, ambos professores de Libras, gostaram do espaço reservado no Polo do Aterro da Praia de Iracema para os PNE's (Portadores de Necessidades Especiais). Além do espaço próximo ao palco, "muito bom" para veros shows de perto e sentir a vibração das músicas, Renata diz que o período momino é tempo de ousar na criatividade. "Vestida de lua", aposta cada dia em uma fantasia diferente. 

Mercado

O cantor Jean Dumont e a banda Farra Dusbons deram início às atividades da noite no Mercado dos Pinhões, que já estava lotada antes mesmo das 20h. Animação e irreverência deram a tônica à festa feita pelo público que circulava dentro e nos arredores do local, à espara do encerramento feito pelo bloco Geração Coca-Cola.

O enfermeiro Mariano Leal e o seu amigo consultor, Bruno Modolo, ambos de 34 anos, não perdem a oportunidade de curtir o Carnaval ousando nas fantasias. As escolhidas para a noite desta segunda-feira (4) foram inspiradas no personagem Christian Grey, do filme de aventura sensual "50 Tons de Cinza". "A gente está usando essa fantasia hoje porque ela é diferente e mexe com o imaginário sensual das pessoas", justifica Mariano. Nesta terça-feira (5), antecipam, vão para a folia vestidos de noivas. 

Você tem interesse em receber mais conteúdo da cidade de Fortaleza?