Palestra aborda cultura judaica

Legenda: O rabino e professor de judaísmo Gilberto Ventura ministra a palestra hoje, a partir das 10h
Foto: Foto: José Leomar

Um sobrenome, costumes herdados de familiares ou o interesse em estudar as próprias origens. Os caminhos para a descoberta de raízes judaicas podem ser diversos. Mostrar características desconhecidas da religião e da cultura do povo judeu é um dos objetivos da palestra que será ministrada pelo rabino e professor de judaísmo Gilberto Ventura, hoje, às 20h, no Colégio Ateneu, no bairro Messejana.

"Ajudar pessoas que estão buscando e vivenciando o judaísmo, e possibilitar que as pessoas tenham o direito de conhecer sua história são os dois objetivos principais da palestra", explica o professor.

No censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 107 mil pessoas se declararam judias. De acordo com Ventura, o número é bem maior. "São aproximadamente 120 mil integrantes de comunidades judaicas no País, mas a gente está falando de outra realidade. O Brasil é o país que mais tem descendentes de judeus", afirma. Gilberto explica que alguns estudiosos estimam que haja 40 milhões de brasileiros com ascendência judaica.

A Sociedade Israelita Sefaradi do Ceara (Sisec), instituição organizadora da palestra, possui aproximadamente 40 membros, e realiza semanalmente atividades de acordo com as tradições do judaísmo. Já a Sociedade Israelita do Ceará (SIC) possui certa de 120 integrantes, que também possuem uma agenda de reuniões e rituais.

Dados do IBGE mostram que a quantidade de judeus no Nordeste dobrou em dois anos, passando de cerca de 3 mil pessoas em 2010, para pouco mais de 7 mil em 2012.

Mais informações
Palestra com Gilberto Ventura
A partir de 20h, no Colégio Ateneu, sede Messejana (Rua Coletor Antônio Gadelha, 621 - Messejana).
Telefone: (85)97934979 (Roberto Cosme)
facebook.com/moreventura
facebook.com/gilberto venturas


Redação 12 de Julho de 2020