Motoristas e cobradores de ônibus decretam estado de greve

Profissionais querem aumento de 13%, cesta básica de R$ 130 e vale-refeição de R$ 13

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro) reuniu cerca de 150 motoristas e cobradores de ônibus na manhã deste sábado (13), ocasião em que foi decretado estado de greve da categoria. Os profissionais reivindicam aumento salarial de 13%, cesta básica de R$ 130 e vale refeição de R$ 13. Além disso, exigem mudanças na jornada de trabalho, estabelecendo um tempo determinado para refeições.

O Sintro informa que já houve sete rodadas de negociação com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus), que só ofereceu 8,34% de aumento. A categoria dos motoristas e cobradores, entretanto, rejeitou a proposta.

Nesta terça-feira (16) haverá nova negociação entre os dois sindicatos, na sede do Ministério do Trabalho no Ceará. De acordo com o que for oferecido nesta ocasião, os profissionais decidirão se entrarão de fato em greve, ou não.


Categorias Relacionadas