Mesmo com isolamento, tráfego em rodovias estaduais cresce até 19% no Ceará

Relatório do Detran comparou circulação em trechos da Grande Fortaleza nas duas últimas prorrogações do decreto estadual. Período coincide com agravamento da situação do Ceará em relação à Covid-19.

O isolamento social no Ceará vem apresentando sinais de desgaste nas últimas semanas, apesar da gravidade nos números de casos e óbitos pela Covid-19. Além de mais pessoas nas ruas, também há maior registro no tráfego de veículos. Um relatório de monitoramento do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), divulgado nesta segunda-feira (4), revela o crescimento gradual no fluxo de veículos em 10 trechos de rodovias estaduais que cortam Fortaleza e Região Metropolitana.

Nesta terça (5), o Estado chegou a 733 óbitos causados pelo coronavírus e a 11.256 casos confirmados da doença. Os números são da plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde (Sesa).  No final de abril, a doença avançou bastante no Estado, passado de 3.487 caso no dia 20 para os atuais 11 mil.

Diante do aumento de casos e óbitos, o governador do Ceará, Camilo Santana, deve anunciar novas regras de isolamento social no Ceará, pelas redes sociais ainda na manhã de hoje (5).

O cenário de maior desrespeito ao isolamento nas rodovias foi verificado no trecho da CE-040 no Eusébio, com 19% de variação. O volume médio de 19 mil veículos trafegando entre 5 e 20 de abril cresceu para 23,6 mil entre 20 de abril e 2 de maio, se aproximando da faixa normal antes do isolamento, que era de 24,6 mil veículos.

Já na CE-065, em Maranguape, o último volume aferido pelo Detran foi de 9,5 mil veículos, bem perto dos 10 mil verificados antes do isolamento. No intervalo anterior, o tráfego médio foi de 7,6 mil veículos. A oscilação foi de 18%.

Houve um aumento expressivo, de 16%, no trecho da CE-040 em Aquiraz. Entre 5 e 20 de abril, o tráfego médio era de 6,9 mil veículos; no intervalo temporal seguinte, subiu para 8,5 mil, ainda de acordo com o Detran. O valor se aproxima da média de 10 mil veículos registrada antes do isolamento.

Caucaia e Fortaleza

Ligando Fortaleza ao Litoral Oeste, a CE-085, em Caucaia, também registrou aumento de 10% no tráfego, entre os dois períodos, passando de 6,5 mil para 7,5 mil veículos. A média antes do isolamento era de 9,3 mil.

Na Avenida Washington Soares (CE-040), em Fortaleza, o volume médio de veículos era de 53,8 mil antes do primeiro decreto de isolamento. Embora tenha caído para 19,9 mil, no período entre 5 e 20 de abril, o valor subiu para 24,5 mil entre 20 de abril e 2 de maio - um incremento de 8%.

Redução de acidentes

Mesmo com alteração no fluxo, o mês de abril fechou com 67,7% de queda no número de acidentes em rodovias estaduais, segundo dados do Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE), da Polícia Militar. Foram 85 ocorrências de 1º a 30 de abril, contra 263 no mesmo período de 2019.

Em relação a vítimas fatais, a queda foi de 25%: foram 18 óbitos, ante os 24 do ano anterior. Menos pessoas ficaram feridas em ocorrências de acidentes nas CEs: foram 150 no ano passado contra 61 em abril de 2020 - uma queda de 59,3%.

Para o BPRE, o resultado positivo se deu em função da atuação “em pontos estratégicos, com ações planejadas de fiscalização e orientação aos motoristas”, com apoio de agentes do Detran-CE.

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza