Fortaleza tem manhã de protesto contra reforma da previdência; ato também ocorre no Interior

Pneus de ônibus foram esvaziados na Avenida da Universidade e rodovias foram bloqueadas em Madalena e Canindé; manifestações ocorreram em, pelo menos, 15 municípios do Ceará

Legenda: Manifestantes na Praça da Bandeira no Centro de Fortaleza
Foto: Camila Marcelo

Pelo menos 15 cidades do Ceará registraram atos, na manhã desta sexta-feira (14), contra a reforma da previdência e o bloqueio de verbas para a educação superior, entre outras pautas. Estudantes e diversas categorias profissionais foram mobilizados para os atos.

Em Fortaleza, o protesto contra os atos do governo federal iniciou por volta das 8h30. A Avenida da Universidade, no Bairro Benfica, foi bloqueada por manifestantes. Os ônibus foram estacionados na via e tiveram os pneus esvaziados. Os passageiros tiveram que descer e procurar outros meios de transporte. Policiais do Batalhão de Choque fizeram a segurança no local, no cruzamento da Avenida da Universidade com Avenida 13 de Maio

Leia mais
> Metrô, ônibus, comércio: veja como está o funcionamento de serviços em Fortaleza

Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) também estiveram no cruzamento para orientar o tráfego. O trânsito no trecho ficou congestionado. 

Legenda: Pneus de ônibus foram esvaziados
Foto: Theyse Viana

Um reboque foi levado à Avenida da Universidade para retirar ônibus que bloquearam a via e alguns pneus foram trocados. Apesar do problema com alguns coletivos, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) informou em nota que as linhas de ônibus devem operar normalmente durante toda a sexta-feira. Contudo, o órgão disse que podem “ocorrer desvios ou paralisações momentâneas no trajeto das linhas que trafegam em direção ao Centro”. 

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro), os ônibus não devem mais ser paralisados nesta sexta-feira (14). "Estamos indo para a concentração na Praça da Bandeira. Para participar do ato, da caminhada. Nenhum ônibus vai ser mais paralisado", disse Domingos Neto, presidente do sindicato.

Em nota, o Sindiônibus informou que os ônibus e os terminais operam normalmente em Fortaleza. 

Praças da Bandeira e do Ferreira

Legenda: Comércio no Centro fechou durante a passeata
Foto: Fabiane de Paula

Na Praça da Bandeira, no Centro de Fortaleza, a concentração de manifestantes para o ato iniciou às 10h30. O cruzamento das vias General Sampaio e Meton de Alencar foi bloqueado. Na Praça do Ferreira, as lojas estão abertas. Os estabelecimentos comerciais foram fechados apenas durante a passagem do grupo de manifestantes.

Rodovias interditadas 

Legenda: No Interior, estradas foram bloqueadas
Foto: VC Repórter

Em Canindé, a BR-020 foi totalmente interditada na altura do km 309, às 08h55 de sexta, segundo a Polícia Rodoviária Federal. De acordo com o órgão, cerca de 250 manifestantes protestaram contra a reforma da Previdência. O ato foi pacífico. 

Já no município de Madalena, trabalhadores rurais e sindicalistas bloquearam a BR-020. 

No Ceará, há informações de atos nos municípios de Juazeiro do Norte, Monsenhor Tabosa, Itapipoca, Beberibe, Iracema, São Gonçalo do Amarante, Iguatu, Crateús, Sobral, Cedro, Jaguaribe, Baturité, Quixadá, Russas, Quixeramobim, Tauá e Paracuru. 



Redação 08 de Julho de 2020