Fortaleza tem 19 praias próprias para banho; veja lista

Outros 12 pontos do litoral fortalezense estão impróprios, de acordo com a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace)

foto
Legenda: Fortaleza tem 19 praias próprias para banho no fim de semana
Foto: Kilvia Muniz/SVM

O boletim divulgado nesta sexta-feira (20) pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) informa que 19 pontos do litoral de Fortaleza estão próprios para banho neste fim de semana (21 e 22). Além das praias com avaliação positiva, outros 12 locais foram avaliados como impróprios aos banhistas.

Confira a lista de praias próprias para banho:

Leste

  • 01L - Posto 1- Entre o Posto dos Bombeiros 08 até a foz do Rio Cocó.
  • 02L - Posto 2 - Entre os Postos dos Bombeiros 07 e 08.
  • 03L - Posto 3 - Entre os Postos dos Bombeiros 06 e 07.
  • 04L - Posto 4 - Entre o Posto dos Bombeiros 06 até a Praça 31 de Março.
  • 05L - Posto 5 - Entre a Praça 31 de Março até Posto dos Bombeiros 04.
  • 06L - Posto 6 - Entre os Postos dos Bombeiros 03 e 04.
  • 07L - Posto 7 - Entre os Postos dos Bombeiros 02 e 03.
  • 08L - Posto 8 - Entre os Postos dos Bombeiros 01 e 02.
  • 09L - Posto 9 - Entre a rua Ismael Pordeus até Posto dos Bombeiros 01.
  • 10L - Posto 10 - Entre o Farol até a rua Ismael Pordeus.

Centro

  • 17C - Posto 17 - Entre a rua José Vilar e o Espigão da Desembargador Moreira.
  • 18C - Posto 18 - Entre Espigão da Rui Barbosa até a rua José Vilar e o Espigão.
  • 19C - Posto 19 - Entre os Espigões da rua João Cordeiro e Av. Rui Barbosa.
  • 20C - Posto 20 - Entre o Aquário até o Espigão da rua João Cordeiro.
  • 21C - Posto 21 - Entre o INACE (Ind. Naval do Ceará) até o Aquário.

Oeste

  • 22O - Posto 22 - Entre a Rua Padre Mororó até a Av. Alberto Nepomuceno.
  • 23O - Posto 23 - Entre a Av. Philomeno Gomes até a Rua Padre Mororó.
  • 29O - Posto 29 - Entre a Rua das Goiabeiras até a Rua Lagoa do Abaeté. 

Confira a lista de praias impróprias para banho:

Leste

  • 11L - Posto 11 - Farol.
  • 67L - Posto 67 - Entre a foz do Rio Cocó e a rua Sabiaguaba.*

Centro

  • 12C - Posto 12 - entre a Praia dos Botes e o Farol.
  • 13C - Posto 13 - Entre o Monumento do Jangadeiro até a Praia dos Botes.
  • 14C - Posto 14 - Entre a foz do Riacho Maceió e o Monumento dos Jangadeiros.
  • 15C - Posto 15 - Entre a Volta da Jurema até foz do Riacho Maceió.
  • 16C - Posto 16 - Entre o Espigão da Desembargador Moreira até a Volta da Jurema.

Oeste

  • 24O - Posto 24 - Entre a Rua Jacinto Matos até a Av. Philomeno Gomes.
  • 25O - Posto 25 - Entre a Av. Pasteur até a Rua Jacinto Matos.
  • 26O - Posto 26 - No espigão entre a avenida Dr. Theberge e a rua Boa Esperança.
  • 27O - Posto 27 - Entre a Rua Seis Companheiros até a Rua Francisco Calaça.
  • 28O - Posto 28 - Entre a Rua Lagoa do Abaeté até a Rua Seis Companheiros.
  • 30O - Posto 30 - Entre a foz do Rio Ceará até a Rua das Goiabeiras.
  • 31O - Posto 31 - Barra do Ceará.

*A Sabiaguaba, por ser um novo ponto, requer ainda cinco avaliações consecutivas.

Sabiaguaba

O boletim mais recente traz uma novidade. A Praia da Sabiaguaba foi inserida no Boletim das Praias de Fortaleza. A parte do litoral localizada entre a foz do rio Cocó e a rua Sabiaguaba foi escolhida pela equipe técnica da Semace devido às solicitações da população e grande frequência de banhistas.

Contudo, o monitoramento da Sabiaguaba apresenta um asterisco porque, de acordo com a Resolução CONAMA nº 274/2000, é necessário um conjunto de cinco análises consecutivas para a classificação das condições da água no trecho avaliado. "Desta forma, como o ponto foi adicionado entre os dias 9 e 13 de Novembro, ainda não é possível determinar se esse ponto é próprio ou impróprio para o banho", complementa a autarquia.

Balneabilidade

“A balneabilidade é a medida das condições sanitárias das águas destinadas a recreação de contato primário (direto). É realizada através do monitoramento de organismos indicadores da presença de patógenos que causam doenças por contato por águas contaminadas, como as gastroenterites, doenças de pele, entre outras", explica Gustavo Gurgel, gerente da Gerência de Análise e Monitoramento (Geamo) da Semace.

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza