Familiares buscam por idoso de 75 anos que desapareceu no bairro Presidente Kennedy, em Fortaleza

Idoso saiu de casa por volta das 15h, na Rua Frei Odilon, sem levar nenhum pertence.

Legenda: Idoso desapareceu após sair de casa no Bairro Presidente Kenedy
Foto: Arquivo Pessoal

Familiares e amigos do aposentado João Batista Euzébio, de 75 anos, buscam por informações sobre o paradeiro dele, que está desaparecido desde o dia 17 de maio, após sair de casa somente com a roupa do corpo no Bairro Presidente kennedy, em Fortaleza. A filha, a estudante de ciências contáveis Andreane da Silva Euzebio, 35 anos, diz que o pai sofre de mal de parkinson e acredita que o aposentado tenha ficado desorientado.

O idoso saiu de casa por volta das 15h, na Rua Frei Odilon, sem levar nenhum pertence. A filha conta que João Batista sempre saía para passear pelo bairro, mas nunca desapareceu. Amigos do idoso também não sabem do paradeiro dele.

"Ele saiu depois do almoço e não voltou mais. Um rapaz disse que viu ele por volta das 20h em uma rua do bairro, meio desorientado. Acreditamos que ele teve um surto porque ele tem mal de  parkinson", comentou.

A família fez buscas em diversos hospitais e abrigos de Fortaleza, mas não encontrou informações. Um dos filhos do aposentado veio do Rio de Janeiro para auxiliar, mas também não conseguiu encontrar o paradeiro de João Batista. Enquanto não há informações, a família continua aflita com o desaparecimento do idoso.

"Meu irmão alugou um carro, foi várias vezes no Centro de madrugada, mas não teve nenhuma informação. Fomos nos hospitais, abrigos e nada. A família está angustiada. Não tem um dia que eu não chore", desabafou Andreane da Silva.

Os parentes do idoso registraram um boletim de ocorrência na 12ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Em nota, a Polícia Civil do Ceará informou que as investigações sobre o desaparecimento de João Batista Euzébio continuam em andamento. O fato foi comunicado à unidade especializada em casos de pessoas desaparecidas, no dia 18 de maio deste ano e, desde então, diligências estão sendo realizadas.

Denúncia

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam auxiliar os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para o ‪‪(85) 3257-4807, do DHPP, ou ainda para o número ‪‪‪(85) ‪99111-7498, que é o WhatsApp do Departamento, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo e o anonimato são garantidos.

 

Você tem interesse em receber mais conteúdo da cidade de Fortaleza?


Redação 24 de Setembro de 2020
Redação 23 de Setembro de 2020