Equipe da Guarda Municipal de Fortaleza fiscalizará bairros com aglomerações a partir desta quarta

Agentes observarão cumprimento ao decreto de fechamento de comércios e darão orientações à população

Legenda: Medida foi anunciada pelo prefeito Roberto Cláudio em live, quando confirmou a presença do vírus em 95 bairros da cidade.
Foto: Foto: Reprodução

Uma equipe de agentes da Prefeitura de Fortaleza passará a fiscalizar bairros com maior aglomeração na Capital e onde há risco de aceleração na transmissão do novo coronavírus, a partir desta quarta-feira (8). A medida foi anunciada pelo prefeito Roberto Cláudio, em pronunciamento nas redes sociais, na tarde desta terça (7). Segundo ele, foram confirmados 919 casos em 95 dos 122 bairros da cidade, em todas as Regionais.

O grupo de fiscalização será formado pela Agência de Fiscalização (Agefis), Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Defesa Civil e agentes comunitários de endemias. Além de fiscalizar o cumprimento do decreto de fechamento de estabelecimentos comerciais, os agentes fornecerão orientações sobre o combate à pandemia.

“Mesmo com todas as informações compartilhadas, temos ainda muita aglomeração de pessoas de forma desordenada e perigosa em alguns ambientes. Sabemos que, como é início de mês, muitas pessoas vão a bancos receber salário, a lotéricas para fazer pagamentos e a supermercados, mas é importante evitar”, disse Roberto Cláudio.

O prefeito não mencionou que bairros serão priorizados, mas informou que as áreas foram selecionadas pela equipe de vigilância epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

“O isolamento social não é só ir de casa pro trabalho. Se você continuar falando com vizinhos, se abraçando, com comemorações efusivas, tendo beijos entre pessoas, na rua, na calçada, sem que haja necessidade de sair de casa, você pode estar se colocando em risco ou contaminando outras pessoas”, reforça o prefeito.

Leitos

O prefeito deu informações ainda sobre a abertura dos 140 leitos emergenciais em cinco Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Capital. Já foram abertos 20 no Dendê. Na sexta (10), serão abertos mais 40: vinte no Vila Velha e mais 20 no Bom Jardim. Na segunda (13) abrem os últimos 80 leitos: 40 no São Cristóvão e 40 no Itaperi.