Covid-19: Taxa de casos e óbitos entre pessoas de 20 a 39 anos tem maior disparidade na Capital

Segundo boletim da SMS, a faixa em questão é responsável por 33% dos casos da infecção em solo fortalezense. Já a taxa de óbitos é de 4%

A comparação entre o número de casos de Covid-19 e óbitos registrados pela doença na faixa etária de 20 a 39 anos em Fortaleza, é a que apresenta maior disparidade entre as demais idades. A faixa em questão corresponde a 33% dos casos oficiais da infecção em solo fortalezense, mas apenas 4% do número total de óbitos.  Os dados foram divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), na última sexta-feira (29).

Neste universo de idade, até ontem (29), 6.925 casos da doença foram confirmados entre pessoas de 20 e 39 anos . Deste número, 84 faleceram por complicações apresentadas após a detecção do vírus.

Com divulgação de resultados de 20 mil testes, CE terá mais 7.688 novos casos de Covid-19, diz Sesa

Bairros da Capital que fazem divisa com Caucaia lideram mortes por Covid-19

Enquanto isso, nas outras faixas etárias a diferença apresentada reduz. Entre infectados de 40 a 59 anos, faixa com maior incidência de casos, foi registrado o número de 35% das confirmações em testes, com total 7.481. Já a taxa de letalidade é delimitada em 20%, o que representa 417 mortes em Fortaleza. 

Para o infectologista Anastácio Queiroz, a tendência segue no rumo do que é estudado por especialistas da área. "Esse número baixo de casos letais nessa faixa é previsível em relação o que se sabe da doença. Exatamente por isso se fala do cuidado maior com pessoas de mais idade, por conta do risco elevado", pontua.

Mais velhos e mais novos

No entanto, quando analisada a faixa de moradores com idade de 60 a 79 anos, a porcentagem de mortes representa alta maior que a de confirmações. Assim, a faixa está relacionada a 22% (4.712) das confirmações de Covid-19 em Fortaleza. Porém, quando se analisa a taxa de óbitos, o número sobe para 46% (983). 

Além disso, pacientes com mais de 80 anos representam 7% (1.439) dos casos confirmados, mas são 30% (630) dos óbitos contabilizados nas últimas semanas em Fortaleza. 

O número, então, apresenta tendência de queda nas faixas de idade iniciais da vida. Crianças de 0 a 9 anos e jovens de 10 a 19 anos somam 1% das confirmações cada, com 314 e 3017 casos, respectivamente. De acordo com o boletim, elas demonstram cerca de 0% das mortes, com 2 e 4 registros.