Coronavírus: mortalidade no Ceará sobe de 7,3 para 19,7 óbitos na última semana

Índice é do boletim epidemiológico semanal da Sesa, divulgado nesta quarta-feira (20)

Foto: Jsé Leomar

A taxa de mortalidade por complicações da Covid-19 no Ceará subiu de 7,3 para 19,7 óbitos por 100 mil habitantes entre os dias 13 e 19 de maio. O dado é do boletim epidemiológico semanal da Secretaria de Saúde (Sesa), divulgado nesta quarta-feira (20).

O período em questão é a 21ª semana desde a catalogação da doença no Estado. A marca veio após um dos picos de contaminação registrado: entre 20 de abril e 04 de maio. Vale ressaltar que o novo coronavírus requer até 14 dias de incubação, quando os primeiros sintomas surgem.

O destaque negativo para as taxas de mortes por 100 mil habitantes são Acaraú (7,4), Camocim (5,7) e Itapipoca (19,5), todas no Interior e em crescimento - a incidência pode indicar subnotificações na localidade, segundo a Sesa. Epicentro da pandemia, Fortaleza confirmou índice de 46,6 óbitos.

Os números acentuam a transmissão da doença por novas regiões do Estado. Entre as semanas 18 e 21, o documento mostra um incremento de 42% no total de municípios que registraram vítimas da Covid-19.

Até às 17h38 desta quarta, o Ceará soma 1.900 óbitos. Os casos confirmados são 30.560, um aumento de 2.982 nas últimas 24 horas. Confira os 10 municípios com mais mortes na pandemia:

  1. Fortaleza: 1.333
  2. Maracanaú: 67
  3. Caucaia: 44
  4. Itapipoca: 35
  5. Sobral: 30
  6. Maranguape: 29
  7. Pacatuba: 24
  8. Itaitinga: 16
  9. Eusébio: 11
  10. Iguatu e São Gonçalo do Amarante: 9