Comunicado: Prudência a ser adotada

O ano de 2021 começou e pode ser menos dolorido do que foi o ano que passou. A descoberta de uma pandemia atrapalhou planos e mudou as prioridades. É preciso que neste novo ano a população adote de uma prudência eficaz para evitar que a tragédia do ano passado, em número de mortes e o cenário de superlotação na saúde pública e privada, volta a ser uma rotina nas principais capitais do País. Não é admissível que cidadãos arrisquem as suas vidas, assim como as de familiares, amigos e até desconhecidos. Os sintomas da Covid-19 demoram entre dois e 14 dias para surgirem, ainda há casos assintomáticos.

Desafios em fortaleza

A gestão Sarto Nogueira (PDT) à frente da Prefeitura de Fortaleza começa com obras interminadas do antecessor, Roberto Cláudio (PDT). Algumas delas de grande porte e perto do fim. Dinheiro em caixa para a conclusão das intervenções o ex-prefeito garante que deixou. A tarefa de Sarto, então, é conciliar a conclusão, o quanto antes, das obras de infraestrutura e urbanização da gestão passada com o início de novas intervenções para cumprir promessas de campanha. O desafio não é simples, mas faz parte do conjunto de compromissos do pedetista "para Fortaleza seguir avançando", como disse.

Vacinação

2020 encerrou com movimentos importantes para garantir a vacinação da população cearense contra a Covid-19 neste ano que se inicia. Chegaram aos municípios de Banabuiú, Itaitinga, Paraipaba, Paracuru e Quixeramobim cinco câmaras refrigeradas que serão utilizadas para armazenar as doses do imunizante contra a doença. Além disso, estão previstos para chegarem até o dia 12 de janeiro mais 75 desses equipamentos para outros municípios cearenses. Ao todo, a Secretaria da Saúde do Estado adquiriu 147 câmaras refrigeradas para as 184 cidades, somando um investimento de R$ 2,8 milhões. Afinal, para além das doses da vacina, é necessário garantir os insumos e equipamentos para armazenamento e aplicação do imunizante, já que os imunobiológicos contra a Covid-19 têm características peculiares que exigem adequações e investimentos.

Atenção às finanças

Os cearenses também devem começar o ano atentos às finanças domésticas. No início de 2021, várias despesas extras estão previstas para o consumidor. É reajuste na tarifa de abastecimento de água e saneamento fornecido pela Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece); no Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA); planos de saúde; custos com material escolar e matrículas. Fora que é necessário manter uma reserva extra para eventuais emergências. A orientação é começar o ano sem excessos para manter o controle financeiro.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza