Combate às fake news

Com a proximidade da corrida eleitoral, é preciso redobrar ações de combate à proliferação de fake news. Em meio a isso, a velha conversa de que internet é terra sem lei a cada dia cai por terra. Diversas são as operações no País para identificar e tentar punir os responsáveis por criar e compartilhar fake news nas redes sociais. Não raramente, as informações falsas são sobre ações de governos, políticos, autoridades e figuras públicas. No Ceará, casos que envolvem a divulgação de notícias fraudulentas têm despertado atenção das autoridades da Segurança Pública. Neste mês, inclusive, a Polícia Civil do Estado do Ceará deflagrou uma operação para identificar a disseminação de fake news no Estado. Um perfil de uma rede social era utilizado para postar calúnias contra um grupo político de Acaraú. Dois homens foram identificados e vão responder por calúnia, e R$ 1 milhão em cheques e promissórias foram apreendidos. É importante salientar que operações como essas devem continuar e surtir efeito legal sobre os envolvidos. Aqui, a Polícia continuará apurando para saber se o esquema de Acaraú é apenas a ponta de algo muito maior, pois a disseminação de notícias falsas atinge todo o Estado e o País.

Cuidados

Por isso, é sempre bom estar atento às informações que você recebe e compartilha pelas redes sociais. Cheque sempre se elas são de uma fonte confiável, como de veículos de informação ou até mesmo se estão disponíveis nos sites dos governos. Nesse período de pré-campanha eleitoral, a propagação de fake news tem sido uma das preocupações do Ministério Público. Isso sem contar que, em um momento de pandemia, como a provocada pelo novo coronavírus, notícias falsas são ainda mais prejudiciais. Importante lembrar que, em maio, o governador Camilo Santana (PT) sancionou uma lei que pode punir com multa pessoas que disseminam fake news. Então, fique atento ao que vai compartilhar. Iniciativas educativas são essenciais nesse sentido.

Prêmio

O Prêmio Espírito Público está com inscrições abertas para servidores municipais, estaduais e federais que têm desempenhado ações para melhorar os serviços públicos prestados durante a pandemia da Covid-19. Os interessados em ter o seu trabalho reconhecido podem se inscrever por meio do site do Prêmio (premioespiritopublico.Org.Br), informando o que fizeram como servidores para melhorar o funcionamento dos órgãos em que trabalham.

Categorias

Neste ano, serão reconhecidas trajetórias que impactaram o setor público na área de Educação, Gestão de Pessoas, Governo Digital, Meio Ambiente, Segurança Pública e Saúde. As inscrições podem ser feitas até 29 de julho.

A Rede Cuca de Fortaleza está ofertando 1.080 vagas em cursos onlines neste mês de julho. Estão abertos cursos de inglês, produção de vídeo, fotografia básica, técnicas básicas de ilustração, linguagem de programação e muito mais. As oportunidades podem ser conferidas no Canal da Juventude. É só acessar juventude.fortaleza.ce.gov.br.

As inscrições também podem ser feitas no Canal da Juventude, a partir da próxima terça. Cada pessoa poderá participar de um único curso por mês. Escolha o seu e não deixe de se inscrever.


Assuntos Relacionados