Com decreto de lockdown, noivos decidem antecipar casamento e organizam evento em poucas horas

Larissa e Artur, de 25 e 26 anos, respectivamente, oficializaram a união no Vicente Pinzón em cerimônia com familiares e padrinhos

Noivos casam em igreja de Fortaleza antes de lockdown
Legenda: Casamento aconteceu na noite de quinta (4), último dia antes do lockdown na Capital
Foto: Arquivo Pessoal

Planejar algo em meio à pandemia de Covid-19 não tem sido tarefa fácil. Para o casal de fortalezenses Larissa de Alencar e Artur Sales, por exemplo, a organização da cerimônia de casamento dos dois começou em 2019, sem imaginar como o coronavírus atingiria 2020 e agora, em 2021, seria crucial para definir o início da vida como marido e mulher. Na última quinta (4), horas antes do lockdown em Fortaleza, os dois decidiram um passo enorme: abdicar de uma festa no dia 13 de março para oficializar de vez a união na igreja horas antes que tudo fechasse.

"Se vocês quiserem casar hoje, a partir das 17h, nós temos horário". Foi esse o aviso recebido por Arthur enviado pela própria igreja ainda na manhã de ontem (4), após questionamentos se a data prevista seria mantida. Inicialmente, com tantas mudanças desde o ano passado, eles se casariam apenas no próximo sábado, o que ficou impossibilitado da forma que eles queriam após decisão de isolamento rígido na Capital a partir desta sexta (5). 

Segundo os dois, as etapas até a chegada nesse momento foram longas e exigiram paciência. Até o fechamento da data específica em 2021, reuniões com fornecedores, amigos e familiares estavam sendo constantes nos últimos meses. Quando nem esse dia estaria disponível, a saída virou priorizar a relação e se dirigir até a paróquia. Ainda assim, a saga foi longa.

Meses de espera

Na época do início da pandemia, Artur conta, a decisão dele e de Larissa foi aguardar o desenrolar no ano seguinte, com a esperança sincera de que tudo já teria se encerrado. Até aquele momento, a data do casamento ainda estava mantida para 13 de março de 2021.

"Não ficamos tão desesperados porque uma das festas já estava quase quitada, em cerca de 80%, por exemplo. Só pensávamos que próximo ano ia estar tudo tranquilo e esperamos direitinho, com paciência", explicou em entrevista ao Diário do Nordeste.

Em setembro, em meio à reabertura das atividades econômicas em solo cearense, o casal de noivos retomou o planejamento para chegar em março com tudo pronto. Entretanto, a alta dos casos da Covid no fim do ano acendeu alerta. 

"Conversamos com o buffet em dezembro e tivemos o primeiro baque, que era diminuir nossa lista de convidados de 350 para 100 pessoas. Porém, ia ser em ambiente aberto, um número mais restrito para evitar os riscos", explica.

Legenda: Larissa e Artur se conheceram na escola, em 2011, "ficaram" por três meses, mas só iniciaram namoro em 2017. O pedido do casamento veio em 2019, com a certeza de que desejavam permanecer juntos por muitos outros anos
Foto: Arquivo Pessoal/Instagram

Já em janeiro, tudo mudou novamente. "Tomamos realmente a decisão de não ter mais a festa após o casamento religioso. Com muita tristeza, mas sempre ficou claro para nós que o sacramento na igreja continuaria para a gente no dia 13 de março", continuou.

Mesmo nesse momento, os dois já previam a possibilidade de uma readaptação. Isso porque Larissa é médica e percebeu a situação complicada que se desenhava nas últimas semanas dentro dos hospitais da Capital. Para eles, era quase certeza que logo a decisão de um lockdown chegaria. 

Última hora

E chegou. Na quarta-feira (3), o governador do Estado, Camilo Santana, e o prefeito de Fortaleza, José Sarto, comunicaram a decisão de fechar todos os serviços não essenciais na cidade. A partir daí, Artur e Larissa, de 26 e 25 anos, respectivamente, começaram a conversar sobre o porvir.

"No café da manhã do dia seguinte, pensamos em três opções: fazer na paróquia que já faríamos, em uma em que não tivesse tanta burocracia e a outra seria casar na quinta mesmo", comenta Artur. Depois de tanta conversa, o sentimento definiu a escolha.

"A gente acordou ontem sem saber que ia casar. Até a maquiadora me falou que nem deu tempo ficar nervosa porque foi tudo de última hora", inicia Larissa emocionada.

"Cada passo que demos sempre foi muito decidido e sabíamos que as coisas iam dar certo. Naquele momento, nos olhamos e entendemos que Deus queria naquela hora e daquele jeito", lembra. 

Com a decisão tomada, os preparativos foram intensos. Ligaram para família, padrinhos e a banda do evento, para logo depois organizarem uma live especial a todos os amigos que gostariam de acompanhar a celebração da união. "Às 15h, todos os fornecedores estavam envolvidos. Larissa pegou vestido, eu peguei terno, nos arrumamos. Na hora do casamento, era nossos padrinhos chegando e a cerimônia começando", diz o engenheiro civil, aos risos, sobre a história. 

Por fim, se encaminharam até a Igreja Menino Jesus de Praga, no Vincente Pinzón, e subiram ao altar. Hoje, nesta sexta (5), a sensação parece ser de extrema felicidade. "Graças a Deus já viemos para nosso apartamento com tudo certo! Temos contrato para a festa, mas fica para o ano que vem, se estiver tudo bem até lá", agradece o rapaz sobre a oportunidade. 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza