Com 104 leitos, hospital infantil será inaugurado em Fortaleza

Segundo a secretária municipal de Saúde, Joana Maciel, o equipamento deve estar pronto para receber o público até a próxima terça-feira (18). O hospital deve atender demandas de baixa a média complexidade.

Legenda: Hospital começa a receber pacientes já na próxima terça e conta com 104 leitos para crianças.
Foto: Kid Júnior

Como parte da reestruturação de todos os pontos de atenção à saúde em Fortaleza, o Hospital da Criança será inaugurado na próxima semana com 104 leitos disponíveis. Com 4.298 m² de área, o objetivo da nova unidade é atender os casos de baixa a média complexidade, de acordo com a secretária de Saúde do município, Joana Maciel.

A titular da Pasta explica que as enfermidades infantis no Ceará sofreram modificações ao longo dos últimos 30 anos, e por isso o antigo hospital infantil da Capital, na Parangaba, não atendia mais às demandas da população. Além disso, os programas de vacinação acabaram auxiliando na prevenção de doenças como desidratação e pneumonia, que não necessitam mais de internação.

"Há uma necessidade de mudança no perfil assistencial do hospital pediátrico. E foi pensando nisso que a Prefeitura criou este hospital, com direcionamento cirúrgico. É um hospital com atendimento em média complexidade e várias áreas de cirurgias pediátricas. A gente vai ter um pronto socorro para atendimentos clínicos, mas de baixa e média complexidade, e focando principalmente em cirurgias", explica a secretária.

Além disso, reforça que a Capital ainda enfrenta uma disputa eletiva de cirurgias e, com a chegada da nova estrutura, a situação tende a melhorar. "Hoje, uma criança que precisa do atendimento para cirurgias simples, como a da apendicite, precisa se direcionar ao Hospital Infantil Albert Sabin, que é de alta complexidade, para crianças em estado graves", exemplifica.

Partes da estrutura, como centro cirúrgico e de imagem, serão compartilhados com o Hospital da Mulher. "Isso dá eficiência ao recurso público. Aqui ficam os leitos, ambulatório, postos de coleta, entre outros atendimentos", diz Maciel.

Leitos

A diretora de Cursos e Eventos da Sociedade Cearense de Pediatria, Jocileide Campos, pontua que o novo equipamento deve ajudar na manutenção dos leitos entre o interior e a Capital. "Esse hospital vem dar um suporte muito importante em relação às cirurgias, proteção à saúde, de resolutividade", afirma.

Coronavírus

Apesar da redução no números de demandas assistenciais para a Covid-19 em Fortaleza, Maciel reforça que o hospital e a equipe de profissionais estão preparados para receber paciente infectado, em caso de necessidade.

"Felizmente nós estamos com uma queda importante no número de casos, de óbitos e demanda assistencial, mas a doença ainda está no nosso meio, nós ainda temos circulação viral, mesmo que baixa. Então em todos os nossos hospitais, inclusive nesse, os profissionais estão preparados com EPIs e também com áreas específicas para o atendimento", garante.

Você tem interesse em receber mais conteúdo da cidade de Fortaleza?

Assuntos Relacionados