Colégio Militar de Fortaleza não confirma volta às aulas presenciais; Ministério determina retorno

O Ministério da Defesa expediu ontem (15) uma circular ordenando o retorno das atividades presenciais em todos os colégios militares. CMF informou que "não tem condições de saber" se voltará em curto prazo

Legenda: O Colégio Militar de Fortaleza informou, por nota, que aguarda um posicionamento de escalões superiores
Foto: Kid Júnior

A volta às aulas permanece incerta para alunos, familiares e professores do Colégio Militar de Fortaleza (CMF). O retorno das atividades presenciais foi determinado pelo Ministério da Defesa, através de uma circular expedida na terça-feira (15) pela Diretoria de Educação Preparatória e Assistencial (Depa). A unidade cearense, porém, não confirmou a retomada.

Em nota, o CMF reforçou que faz parte do Sistema Colégio Militar do Brasil (SCMB), que é coordenado e dirigido pela Depa. "Aquela Diretoria tem um planejamento de retorno às atividades presenciais, mas ainda não temos condições de saber se o CMF retornará em curto prazo. Aguardamos ainda um posicionamento dos Escalões Superiores a que estamos subordinados", conclui.

A circular do Ministério da Defesa foi endereçada aos comandantes de todas as unidades do Brasil, e é assinada pelo General de Divisão Francisco Carlos Machado Silva, diretor de Educação Preparatória e Assistencial. No documento, ele informa que todos os colégios militares "deverão" retomar as atividades presenciais a partir da próxima segunda-feira (21).

Legenda: Primeiro item descrito na circular expedida pelo Ministério da Defesa, assinada pelo general de divisão Francisco Carlos Machado Silva
Foto: Reprodução

A decisão da Diretoria prevê um retorno escalonado dos anos escolares, com uma média de 12 dias de aula para o ensino fundamental e de 16 dias, para o ensino médio. "Para isso, os feriados dos dias 15 e 28 de outubro deverão ser revogados e transformados em dias letivos de aula", acrescenta.

Nádia Vieira, 57, é presidente do Círculo de Pais de Alunos do CMF e mãe de dois estudantes, e conta que a volta às aulas já era muito esperada. "As crianças querem muito voltar, e nós estamos ansiosos para esse retorno acontecer. Estamos 200% preparados para isso", afirma.

Você tem interesse em receber mais conteúdo da cidade de Fortaleza?


Redação 21 de Setembro de 2020