Centro de Educação Infantil Olga e Parsifal Barroso é finalista em prêmio nacional

Unidade é mantida pelo Instituto Myra Eliane. Equipe foi finalista do XXI Prêmio Arte na Escola Cidadã, que reuniu 1.500 trabalhos. Alunos fizeram releitura de obras do artista plástico Stênio Burgos

Legenda: Releitura foi inspirada na exposição "À Flor da Pele", do artista plástico Stênio Burgos
Foto: Foto: Divulgação

Releitura da obra do artista plástico cearense José Stênio Burgos, a exposição "À Flor da Pele da Criança", criada por alunos e professores do Centro de Educação Infantil (CEI) Olga & Parsifal Barroso, em Caucaia, é um dos finalistas na categoria Educação Infantil do XXI Prêmio Arte na Escola Cidadã. O título, considerado o maior prêmio de arte-educação do Brasil, reuniu 1.500 projetos, realizados em 2019, em todo o País.

De acordo com a professora Geísa Soares Pinheiro Clímaco, a ideia de montar a exposição surgiu a partir da admiração de um dos alunos por um quadro de Burgos, fixado no refeitório da unidade mantida pelo Instituto Myra Eliane. A disposição dos elementos e a variedade de cores chamaram a atenção de um menino no momento em que a escola se preparava para encerrar as atividades do dia.

"Tudo partiu do Benjamin, que é uma criança de dois anos. A gente tinha terminado o jantar e precisava ir embora. A professora ficou chamando ele várias vezes, e parecia que ele estava em outro mundo de tão encantado que ficou. Com o tempo, a gente percebeu que muitos outros paravam para olhar e admirar", conta a educadora.

Antes de "colocar a mão na massa", os alunos precisaram aguçar ainda mais a percepção para interpretar os quadros. Diante de cada obra, eles eram questionados sobre qual mensagem Burgos queria passar ao público. Por isso, explica Geísa, a decisão de intitular a exposição de "À Flor da Pele da Criança", já que a releitura foi baseada no olhar dos próprios alunos.

"Tudo foi produzido por eles, baseado nos relatos deles, das nossas conversas em rodinhas em que mostrávamos os quadros que estavam expostos na escola e os materiais usados em cada obra do pintor", explica.

Produção

A exposição original do artista homenageado chama "À Flor da Pele - A Pintura Visionária de Burgos". O projeto traz impressões subjetivas do cotidiano com telas que remetem a paisagens litorâneas e autorretratos, por exemplo.

Na releitura das crianças, foram usadas massa de modelar, cola 3D e materiais reciclados. "Cada turminha escolheu um quadro para ser trabalhado na exposição. Na minha, recriamos um quadro de São Jorge em que alunos viram uma criança brincando em um cavalo branco. Então, nós recriamos da maneira como eles perceberam as obras", detalha a professora Geísa. Com as releituras, o CEI Olga & Parsifal Barroso chegou à final do XXI Prêmio Arte na Escola Cidadã, cuja realização é do Instituto Arte na Escola em parceria com a Secretaria Especial da Cultura do Governo Federal. A unidade passou por três etapas classificatórias.

"É uma conquista muito importante para todos nós, tanto para alunos quanto para professores. A nossa intenção foi trazer arte para a comunidade, já que eles não têm a oportunidade de ir ao museu, de ter a presença de um grande pintor como o Burgos e de mostrar para as nossas crianças que elas têm o direito à arte", pondera Geísa Clímaco.

Desde que foi inaugurado, em março de 2019, o CEI Olga & Parsifal Barroso atende 480 crianças de dois a seis anos matriculadas na Educação Infantil. Os alunos têm atividade em tempo integral, com formação e vivência baseadas no projeto Valores Humanos na Educação, que preza pelo amor, paz, verdade, retidão e a não-violência.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza


Redação 19 de Janeiro de 2021