Ceará registra 2.330 mortes por Covid-19; Fortaleza ultrapassa os 20 mil casos da doença

O total de recuperados no Estado passa de 22 mil, conforme dados mais recentes da Secretaria da Saúde (Sesa), divulgados na manhã desta segunda-feira (25)

Legenda: O número de exames aplicados no Ceará para detecção da Covid-19 já ultrapassou o total de 120 mil testes.
Foto: Foto: AFP

O Ceará passou a registrar 35.947 pacientes confirmados com Covid-19 e 2.330 óbitos em decorrência da doença, segundo apontam os dados da plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde (Sesa), atualizados às 11h13 desta segunda-feira (25).

Com relação ao último boletim deste domingo (24), que anotava 35.595 diagnósticos positivos e 2.324 óbitos, houve um aumento de 352 casos e 6 mortes.  

Fortaleza, a cidade com maior número de casos dentre os 184 municípios cearenses, já tem 20.012 diagnósticos positivos e 1.580 óbitos. 

 

 

A Secretaria de Saúde (Sesa) informou também que o total de recuperados é 22.568. São investigados 46.386 possíveis casos e 664 óbitos suspeitos. O número de exames aplicados chega a 87.379 e a taxa de letalidade a 6,5%. 

 

O município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, contabiliza 1209 casos confirmados de Covid-19 e registra 59 óbitos em decorrência da doença. A cidade é a mais afetada pelo novo coronavírus no Ceará, depois da capital cearense.

> PF investiga prejuízo de R$ 25,4 milhões de recursos destinados à compra de respiradores em Fortaleza

> Dois homens são detidos suspeitos de organizarem festa com aglomeração em Juazeiro do Norte

> Estados planejam reabertura do comércio; Maranhão começa nesta segunda

Salões e barbearia continuam fechados no Ceará

Os salões de beleza e as barbearias vão continuar fechados no Ceará. A decisão é do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), que julgou, neste domingo (24), um recurso apresentado pelo Governo do Estado contra uma ordem de reabertura concedida pelo Tribunal de Justiça do Ceará.

O pedido de reabertura tinha sido apresentado pelo sindicato da categoria, citando um decreto do presidente Jair Bolsonaro que incluiu salões, barbearias e academias como serviços autorizados a funcionar durante a pandemia da Covid-19. Só que o ministro do STF reconheceu a competência estadual de manter esses estabelecimentos fechados por precaução. 

 

Mortes por Covid-19 em Fortaleza

 



Redação 03 de Julho de 2020