Ceará reduz número de mortes, acidentes e feridos nas rodovias estaduais no primeiro semestre

Número de mortes nas estradas estaduais caiu 21,5% de janeiro a junho deste ano

Legenda: Número de mortes, acidentes e feridos nas rodovias estaduais do Ceará caem no primeiro semestre deste ano.
Foto: BPRE/ Divulgação

O Ceará reduziu o número de mortes, acidentes e feridos nas rodoviais estaduais no primeiro semestre deste ano em comparação ao mesmo período de 2019, segundo balanço do Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE), divulgado nesta terça-feira (7). O órgão ressalta que a intensificação das abordagens na metade do mês de março a junho, em razão das medidas de isolamento social em todos os municípios do Estado para combater a propagação do novo coronavírus, foi uma das principais causas da queda dos índices.

O BPRE registrou uma queda de 21,5% no número de mortes de janeiro a junho deste ano, com 146 óbitos. Nos primeiros seis meses de 2019 foram 186 mortes nas rodoviais estaduais, uma diferença de 40 vítimas.

De acordo com o Batalhão de Polícia, mais de 72% das mortes foram de pessoas que estavam trafegando de moto, sendo 106 dos 146 óbitos. Porém, em comparação ao ano passado, houve uma queda de 20,9%, com 134 mortes em 2019 de pessoas que usavam este tipo de veículo.

O número de acidentes nas CEs também diminuíram, com 838 acidentes fatais e não fatais  este ano contra 1.328 no ano passado. Foram 490 casos a menos no primeiro semestre. Já o número de pessoas feridas teve uma diminuição de 29,2%, com 525 em 2020 contra 742 em 2019. 

Para o tenente Bruno Henrique Lopes, chefe de Operações e Planejamento do BPRE, a redução dos índices têm relação com as ações conjuntas com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e o aumento das abordagens policiais. “Grande parte desse trabalho é fruto de uma fiscalização com base nas estatísticas, principalmente nos locais em que se repetiam os acidentes. Nós temos focado em um trabalho de fiscalização maior e esperamos colher frutos ainda melhores. Temos metas ousadas nessa redução sempre com o intuito de preservar vidas”, afirma.

Conforme o BPRE, o número de abordagens nas CEs cresceu 14,1%, com 14.059 abordagens de janeiro a junho de 2020 contra 450.447 no primeiro semestre de 2019. Em média, por mês, mais de 85 mil carros, motocicletas e ciclomotores foram abordados nas estradas em 2020.