Casos de Covid-19 em Fortaleza crescem 24,7% entre outubro e novembro, aponta Sesa

Dados foram divulgados em boletim epidemiológico desta sexta-feira (20), e comparam os números de novas infecções nas semanas entre 11 de outubro e 7 de novembro

Legenda: Sesa registrou ainda aumento da positividade dos testes
Foto: Camila Lima

O número de casos confirmados de Covid-19 em Fortaleza cresceu 24,7% entre outubro e novembro, segundo boletim divulgado nesta sexta-feira (20) pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). O levantamento compara a quantidade de novas infecções entre as semanas epidemiológicas 42 e 43 ao total registrado nas semanas 44 e 45. O número de óbitos pelo coronavírus no mesmo período caiu 38,1% na Capital.

Para que se entenda os períodos mencionados pelo boletim, é importante saber a que datas de cada semana epidemiológica se referem a: 42 – 11 a 17 de outubro; 43 – 18 a 24 de outubro; 44 – 25 a 31 de outubro; 45 – 1º a 7 de novembro; e 46 – 8 a 14 de novembro.

O levantamento da Sesa mostra, então, que entre as semanas 44 e 45, a 1ª Coordenadoria Regional de Saúde de Fortaleza (CRES que engloba Fortaleza, Eusébio, Aquiraz e Itaitinga) confirmou 2.473 novos casos de Covid-19, 19,2% a mais do que as 2.074 confirmações entre as semanas 42 e 43.

Magda Almeida, secretária-executiva de Vigilância e Regulação da Sesa, reforça que houve “uma redução geral de novos casos de Covid nas regiões de saúde”, mas alerta que “quando a gente avalia algumas áreas, principalmente litorâneas, houve aumento, como Fortaleza e outras onde há uma circulação muito grande de pessoas, como Camocim e Aracati”. Isso já reflete, segundo Magda, na ocupação de leitos.

“Houve aumento da ocupação dos leitos, principalmente nos hospitais privados, e um aumento da positividade dos testes. Não podemos prescindir de continuar executando as medidas de distanciamento social, de etiqueta respiratória e do uso obrigatório de máscara”, alerta. 

Interior

Outras sete CRES tiveram aumento de casos entre 11 de outubro e 7 de novembro: Caucaia (1,1%), Maracanaú (29,5%), Itapipoca (3,2%), Aracati (25,5%), Russas (22,6%), Acaraú (59%) e Camocim (19,4%). O número de óbitos pelo novo coronavírus também subiu em cinco regionais de saúde: Russas (75%), Sobral (125%), Tianguá (25%), Crateús (33,3%) e Brejo Santo (66,7%).

Já o interior do Ceará como um todo, conforme o boletim, teve redução de 25,9% nos casos e de 29% nos óbitos por Covid-19, entre as SE 42/43 e 44/45. Na semana mais recente, a SE 46 (até 14 de novembro), foram confirmados 1.039 novos casos e 24 óbitos pela doença no Estado – redução de 22,3% e aumento de 50%, respectivamente, em comparação à SE 45.

Considerando as Regiões de Saúde, todas reduziram a incidência da doença na última semana: na SRS de Fortaleza (capital + 43 cidades), foram confirmados 800 novos casos (redução de 11,1%) e 5 óbitos (redução de 28,6%); na Região Norte, 56 novos casos (redução de 52,1%) e 3 óbitos (estável); no Cariri, 66 novos casos (redução de 57,7%) e 15 óbitos (redução de 200%); no Litoral Leste, 68 casos novos (redução de 8,1%) e 1 óbito (redução de 50%); e no Sertão Central, 48 casos novos (redução de 12,7%) e nenhum óbito.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza