Candidatas com deficiência auditiva fazem Enem pela primeira vez

Maria Fabricia e Daniela chegaram com duas horas de antecedência à abertura dos portões

Legenda: As candidatas têm deficiência auditiva e pretendem cursar pedagogia.
Foto: Wandenberg Belém

Maria Fabricia dos Santos, 26, e Daniela Lopes dos Santos, 20, têm deficiência auditiva e vão fazer a prova do Enem pela primeira vez neste ano. Elas chegaram ao local da prova, o Colégio Estadual Liceu do Ceará, às 10h, duas horas de antecedência à abertura dos portões para não correrem risco de atraso.

No primeiro dia de prova, serão aplicadas as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias e a Redação Dissertativa Argumentativa.

Ambas pretendem prestar vestibular para o curso de pedagogia e dizem estar confiantes.

Primeiro dia de Enem

Neste domingo (3), 294.994 inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) devem fazer as provas da primeira fase desta edição, em 119 municípios cearenses. 

No Ceará, a maioria dos candidatos são mulheres, com 164.199 (55,7%) registros, têm de 21 a 30 anos (22,3%) e já concluiu o ensino médio (45,6%). O exame, principal forma de ingresso no ensino superior, apresentou uma redução de 10,48% no número de inscrições neste ano, frente aos 329.406 registros no estado, em 2018.


Assuntos Relacionados