Após 6 meses de queda, dezembro termina com aumento de mortes por Covid-19 no Ceará

No período de junho a novembro houve queda mensal nos registros; Em dezembro, houve aumento de óbitos em decorrência da infecção

Legenda: Desde o início da pandemia, 10.015 vidas foram perdidas no Ceará.
Foto: Helene Santos

O número de mortes por covid-19 no Ceará em dezembro de 2020 voltou a crescer, registrando um aumento de 12% em relação ao mês de novembro. No último mês do ano foram 278 óbitos em decorrência da doença, 30 a mais que os 248 registrados no mês anterior. 

Junho a novembro apresentou período de queda de mortes por Covid-19 no Ceará. O pico da doença no estado aconteceu em maio, quando houve 3.853 óbitos. As primeira mortes foram confirmadas em março de 2020. 

Evolução mensal de óbitos
31 de março - 25
30 de abril - 867 (+842)
31 de maio - 4.720 (+3.853)
30 de junho - 6.742 (+2.022)
31 de julho - 7.970 (+1.228)
31 de agosto - 8.675 (+705)
30 de setembro - 9.173 (+498)
30 de outubro - 9.488 (+315)
30 de novembro - 9.736 (+248)
31 de dezembro - 10.014 (+278)

Desde o início da pandemia, 10.015 vidas foram perdidas no Ceará. Os dados são de atualização às 16h08min do IntegraSUS, da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). “Minha solidariedade a todas as famílias diante da imensurável dor pela partida dos seus entes queridos", relatou o governador Camilo Santana, em seu perfil na rede social. 

As festas de fim de ano levaram os órgãos de segurança do estado a realizarem uma força-tarefa para coibir aglomerações. Praias e festas em locais privados foram registrados pela Polícia em diversos locais pelo Ceará. 

Decreto
Camilo Santana prorrogou o decreto específico de fim de ano, que proíbe festas, shows, eventos sociais e corporativos, até o próximo domingo (10), em decorrência do cenário atual da pandemia. O decreto também modifica o horário de comércio e restaurantes

“Diante de uma pandemia que ainda persiste e faz centenas de vítimas a cada dia, todos os esforços devem ser feitos para que a vacinação comece da forma mais rápida e segura possível, única maneira de superarmos de vez essa gravíssima ameaça”, reforçou o governador.

Vacinação
O Governo do Ceará fechou um acordo com a Fundação Butantan para o fornecimento de 2 milhões de doses da vacina CoronaVac ao Estado, com as primeiras remessas chegando a partir de janeiro. O acordo possibilita também a entrega de 1,22 milhão de doses até fevereiro, com maior volume a partir de maio. 

O estado do Ceará já conta com pelo menos 7,7 milhões de seringas para a vacinação contra a Covid-19, de acordo com o secretário da Saúde, Dr. Cabeto.Ao todo, 2 milhões de seringas já estão no estoque na rede de saúde, e outras 5,7 milhões foram adquiridas por mediação.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza