AMC reforça controle de circulação em áreas de menor redução de fluxo

Bairros das Regionais I e V são foco das ações de fiscalização, que têm caráter educativo e preventivo contra a disseminação do novo coronavírus.

Foto: Thiago Gaspar/Prefeitura de Fortaleza

Desde que entrou em vigor o isolamento social rígido, definido pelo Decreto Municipal nº 14.663/2020, o volume de tráfego nas ruas de Fortaleza já foi reduzido em cerca de 55%. Diariamente, ações de controle e contenção são realizadas pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), especialmente onde a redução de fluxo é menor. “Durante a pandemia, temos reforçado as nossas ações orientando condutores quanto à prevenção do coronavírus e aos acidentes de trânsito”, afirma Arcelino Lima, Superintendente da AMC. “Ainda que o fluxo veicular esteja menor, é imprescindível um respeito às normas de trânsito. Acidentes sobrecarregam hospitais, que devem estar com mais leitos disponíveis para os demais pacientes”, completa.

O Superintendente da AMC informa que as blitze ocorrem pela manhã, à tarde e à noite em áreas e vias mapeadas a partir de dados captados pelos equipamentos de fiscalização eletrônica. “Hoje temos como foco a região da Regional I e a Regional V, alguns bairros que demonstraram uma redução do fluxo viário menor do que o esperado. Os locais críticos são visitados e revisitados periodicamente para aumentar o efeito dissuasório da ação”, afirma.

As blitze têm caráter educativo e contam com a presença de agentes do órgão, que identificam o motivo da viagem e para onde as pessoas estão se dirigindo. Durante a operação, são informadas ainda as condições de liberação de tráfego e repassadas orientações preventivas contra a disseminação do novo coronavírus. “A intenção é abordar todos os usuários. Em geral, eles apresentam comprovante de residência e identificações funcionais. Há pessoas que trabalham nas atividades permitidas pelo decreto e muitos alegam a movimentação para supermercados e farmácias”, observa André Luis Barcelos, assessor técnico da AMC. Ele explica que os usuários são orientados a não seguir a viagem e a retornar quando não apresentam justificativa.

Redução do fluxo

Diferentemente do que é feito nas fiscalizações de trânsito, as ações de contenção do fluxo canalizam os veículos para a faixa central. Com isso, espera-se que haja uma diminuição significativa do fluxo. “Percebemos claramente uma diminuição no fluxo da cidade como um todo. Evidentemente, nos horários de pico da manhã e do final da tarde temos o normal aumento do volume veicular até por conta da manutenção dos serviços essenciais. Mas, logo após, vemos uma redução muito forte nas vias”, avalia André Luis Barcelos.

O assessor técnico da AMC informa que atualmente observa-se uma redução média de 55%, o que está dentro das expectativas. “Esse volume, associado à redução de pessoas nas áreas públicas, é importante para diminuir a contaminação da Covid-19”, salienta.

Agências bancárias

Como parte das medidas de enfrentamento ao novo coronavírus, a AMC tem promovido o isolamento no entorno de agências da Caixa Econômica Federal em atendimento em Fortaleza. Bloqueios estão sendo feitos desde abril, com o objetivo de evitar aglomerações e disciplinar a formação das filas. “Com os bloqueios, tendas e o trabalho em conjunto com a Guarda Municipal e a Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), um melhor apoio dos bancos e uma população mais consciente, o trabalho está mais fácil”, destaca André Luis Barcelos.

Legenda: A AMC tem promovido o isolamento no entorno de agências da Caixa Econômica Federal em atendimento em Fortaleza.
Foto: Thiago Gaspar/Prefeitura de Fortaleza

Cerca de 200 agentes da AMC e orientadores de tráfego estão mobilizados para interditar as principais vias ao redor das 20 agências mais movimentadas, implantar grades para auxiliar nos bloqueios e direcionar o fluxo de pedestres. “Há uma movimentação maior nas agências Siqueira (Avenida Osório de Paiva), Mister Hull, Messejana (Rua Cel. Francisco Pereira), Parangaba e Maraponga (Avenida Godofredo Maciel). Além da operação de tráfego, a distribuição de máscaras continua nesses locais, bem como a orientação sobre os cuidados que todos devem adotar para não contrair a doença, como o uso de máscaras, o distanciamento de 2 metros na fila e a utilização do álcool em gel para  higienizar as mãos.

Para aqueles que precisam se dirigir às agências, a orientação da AMC é “seguir as recomendações de proteção e se informar sobre o pagamento do benefício, se deslocando até a agência quando for realmente o seu dia de recebimento”, orienta André Luis Barcelos.

 

CONTEÚDO PUBLICITÁRIO ESPECIAL
logo AMC

Assuntos Relacionados


Redação 05 de Agosto de 2020