Agentes do Detran realizam ato pela implantação da gratificação do risco de vida na Maraponga

Os agentes são da turma do último concurso realizado em 2017

Legenda: Ato de Agentes do Departamento Estadual de Trânsito em frente à sede do Detran, no bairro Maraponga
Foto: VC Repórter

Agentes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/CE) realizaram, na manhã desta sexta-feira (27), um protesto reivindicando implantação da gratificação do risco de vida. O ato aconteceu em frente à sede do órgão, na avenida Godofredo Maciel, no bairro Maraponga, em Fortaleza. Os agentes são da turma do último concurso realizado em 2017. 

Segundo a categoria, cerca de 250 servidores estão prejudicados sem receber o benefício que deveria ser uma garantia, já que estava expresso no edital do certame.

> Após 10 dias de protesto, sede do Detran volta a fazer exames de CNH  

Em Sobral, na Região Norte, houve a paralisação dos setores de habilitação, registro, liberação e vistoria. Outras cidades também registraram protestos como Limoeiro do Norte, Iguatu, Itapipoca e Aracati. 

O Sindicato dos Trabalhadores na Área de Trânsito do Ceará (Sindetran/CE) afirmou que tentou negociar a situação com a superintendência do órgão, inclusive informando a insatisfação dos servidores que ingressaram no último concurso, todavia, não houve retorno satisfatório.

Conversa com sindicato

O Detran afirmou por meio de nota que a Diretoria Jurídica do Departamento recebeu a advogada do referido sindicato e repassou todas as informações sobre o status da implantação da gratificação do risco de vida. Além disso, nenhuma insatisfação chegou à Diretoria do Detran-CE anteriormente, que sempre esteve à disposição para esclarecer sobre os trâmites desses processos.

Ainda segundo o órgão, muitos servidores do Detran-CE já recebem esta gratificação e aqueles que foram contratados através do último concurso e que estão pleiteando a gratificação de risco de vida estão cientes dos processos administrativos realizados para a concessão desse direito, uma vez que o mesmo não é automático e precisa ser avaliado individualmente.

Sem paralisações

O Detran disse ainda que são necessárias perícias médicas e avaliações para que a gratificação seja concedida, de acordo com a função exercida pelo servidor. Atualmente, 200 processos de gratificações já foram enviados para a Diretoria Financeira para pagamento e apenas 31 estão em análise. O Detran ressaltou ainda que os serviços não foram paralisados e segue atendendo a população normalmente durante toda a manhã desta sexta-feira.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza