20 mil máscaras personalizadas por "Os Gêmeos" são distribuídas em comunidades do Ceará

Fortaleza, Maracanaú, Juazeiro do Norte e Sobral devem receber parte do material

Legenda: Máscaras ganharam artes em muros das comunidades de Fortaleza
Foto: Wânyffer Monteiro

Moradoras de comunidades vulneráveis do Ceará irão receber máscaras personalizadas pelos irmãos grafiteiros Gustavo e Otávio Pandolfo, conhecidos internacionalmente como "Os Gêmeos". Eles enviaram 20,4 mil peças para distribuição, adquiridas no projeto "Máscara para Proteção - Unidos Contra Covid-19". Na manhã deste sábado (8), parte do material foi distribuído pela Central Única das Favelas (Cufa), no bairro Barroso — em Fortaleza.

A ação de arrecadação das máscaras foi criada pelos irmãos Otávio e Gustavo Pandolfo, artistas do grafite brasileiro que assinam diversos trabalhos, inclusive em instalações internacionais. A logística de distribuição das peças no Ceará é realizada pela Cufa.

A Ong fez um cadastro nas comunidades para distribuição das máscaras. As peças estão sendo entregues, inicialmente, para mulheres de 80 comunidades de Fortaleza. Preto Zezé, presidente da Cufa, conta que o movimento vem em momento importante para que as comunidades possam ter informação sobre os riscos de não usar máscaras. "Hoje, a informação está definindo a vida e a morte das pessoas. Quando se tem informação as pessoas podem se proteger e terem prevenção. A solidariedade junto com arte e informação podem ser mais contagiosas que o vírus".

Cufa mascaras os gemeros
Legenda: Cufa também distribui alimentos
Foto: Wânyffer Monteiro

Parte das peças também devem ser distribuídas nas cidades de Maracanaú, Juazeiro do Norte e Sobral. A ação dos grafiteiros de São Paulo irá distribuir 100 mil máscaras gratuitamente para pessoas em situação de vulnerabilidade social no País. A primeira parte do projeto aconteceu no Norte do Brasil, com a distribuição de máscaras para comunidades carentes e comunidades indígenas. 

As peças foram produzidas, embaladas com a ajuda de uma grande empresa da indústria têxtil (Rosset), que é parceira no projeto junto com os irmãos.

Multa para quem não usar máscara

Os deputados estaduais cearenses aprovaram, nesta quinta-feira (6), os valores de aplicação de multa para quem não usar máscaras em locais públicos no estado, durante a pandemia de Covid-19. Para pessoa física a quantia é de R$ 100, subindo para R$ 300 em caso de reincidência. A  penalização de R$ 1.001 é aplicada para pessoas jurídicas de grande porte. As pequenas empresas podem ser punidas em R$ 179. Nesses casos, o valor será cobrado do CNPJ responsável pelo empreendimento onde funcionários ou frequentadores não estiverem cumprindo as medidas de proteção. 

O uso obrigatório de máscara já havia sido determinado em decreto do governo do Ceará desde o mês de abril.

Casos no Ceará

O Ceará alcançou a marca de 7.949 mortes confirmadas pela Covid-19 e 187.996 casos positivos da doença, segundo dados da plataforma IntegraSUS, atualizada pela Secretaria Estadual de Saúde às 9h11 deste sábado (8). O número de pessoas recuperadas da enfermidade é de 159.368.

A capital cearense, epicentro da pandemia no estado, chegou a 3.734 mortes. Fortaleza já contabiliza 43.864 casos da doença. Há oito semanas, a cidade tem redução de mortes e de casos. O município está na fase 4 do plano de retomada da economia, mas bares, cinemas, shows e aulas presenciais não voltaram. Salões, restaurantes, barracas de praia, comércio e shoppings já retornaram mas com protocolos sanitários especiais e horários reduzidos.

Você tem interesse em receber mais conteúdo da cidade de Fortaleza?