Tom Barros: Dois lances mágicos de rara beleza

Há momentos que transcendem num jogo de futebol. São instantes movidos por inspiração especial, que ilumina a inteligência de quem executa o lance. Aí a conjugação da arte com o talento. Encontro marcado para deleite da plateia. Assim, a lucidez do zagueiro Thiago Alves, do Ceará, no gol de bicicleta que marcou quando do empate com o Fluminense em pleno Maracanã. Observem como a zaga do time carioca foi tomada de espanto. Ficou sem reação como a contemplar um desses lances que só raramente acontece nos gramados do mundo. Thiago Alves certamente colocará numa moldura esse momento mágico de sua atuação. Outro momento de rara beleza no jogo Fluminense 1 x 1 Ceará foi o lançamento de Thiago Galhardo para o gol que Mateus Gonçalves marcou e a arbitragem cuidou de anular. Passe perfeito pela visão de jogo, pela precisão da entrega e pelo cálculo do tempo. O enxergar na profundidade a entrada do companheiro. Harmonia entre o pensar e o agir. O meio e o fim. A concepção e o objetivo. O jogo foi apenas razoável, mas esses dois lances compensaram porque fizeram a diferença.

Contraste

Vejam só o que o futebol pode aprontar: o Ferroviário, sem o artilheiro Edson Cariús, foi ao Estádio do Arruda em Recife e ganhou do Santa Cruz lá dentro. Aí, com o retorno do artilheiro Edson Cariús, perdeu para o Náutico em pleno Estádio Castelão. O futebol apronta surpresas incríveis. Com essa o Ferrão não contava.

Velocidade

Impressionante a velocidade de Mateus Gonçalves quando disparou na direção do gol do Fluminense, após perceber o precioso lançamento de Thiago Galhardo. Deixou para trás todo mundo. Mateus parecia Usain Bolt, The Flash, numa corrida de cem metros rasos. Quando Mateus arranca, não há mais quem o alcance.

Dificuldade

O Floresta perdeu a oportunidade de fazer o resultado no PV. O empate (2 x 2) deixou o Jacuipense com o privilégio de decidir em casa. Mas o Floresta não é de se intimidar diante das adversidades. Lembram quando empatou (3 x 3) com o Moto no PV, mas foi buscar a vitória em São Luís? E lá realmente ganhou (0 x 2) do Moto no Castelão de lá. Esperança.

Amandinha, cearense estrela maior do futsal, desde jovem encarou com muita coragem os desafios da vida. Eu a entrevistei quando ela com 14 anos já demonstrava talento excepcional. A menina se mandou para o Sul. Hoje, 10 anos depois, fico feliz ao vê-la tricampeã mundial e cinco vezes a melhor do mundo. Merece.

Até agora,nada de concreto sobre o destino do Autódromo Virgílio Távora no Eusébio. Se não houver uma ação coletiva dos interessados, acabará mesmo sendo extinto o Autódromo que tem 50 anos de história. Será uma desídia inaceitável permitir a extinção do automobilismo cearense.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte