Tite aprova desempenho do Brasil, comenta sobre convocação e avalia Neymar: "temos privilegiado ele"

O técnico elogiou a atuação após a vitória contra o Peru nesta quinta-feira (9)

Atletas do Brasil comemoram gol
Legenda: O Brasil é o líder das Eliminatórias da Copa do Mundo na América do Sul
Foto: Lucas Figueiredo / CBF

O técnico Tite aprovou o desempenho da Seleção Brasileira na vitória por 2 a 0 sobre o Peru nesta quinta-feira (9). O treinador ficou especialmente satisfeito com a melhora no processo criativo na Arena Pernambuco. Em coletiva, afirmou que a ideia é de apresentar uma equipe com mais equilíbrio entre ataque e defesa.

"Estamos em processo de construção. De oportunidade de atletas jovens, de formação de sistema diferente, de usar atacantes que atacam o espaço, outros que são mais construtores. Encontrando essas opções mais criativas, principalmente do meio para frente, é ajustar esse processo todo e mantendo essa solidez defensiva para que a equipe possa evoluir", avaliou.

Convocação difícil

Nas rodadas de setembro das Eliminatórias da Copa do Mundo, Everton Ribeiro certamente é o que sai com mais moral. O meia do Flamengo aproveitou a chance e ganhou pontos com Tite ao marcar gols contra Chile e Peru. Com o desempenho bom de nomes do cenário nacional, o treinador terá o desafio de realizar a próxima convocação (dia 17) com o retorno dos jogadores que atuam no futebol inglês.

"Vou repetir para a imprensa o que eu falei pra eles: joga muito no seu clube, desempenhe em alto nível. Concorrência em alto nível eleva o jogador. Teremos dificuldade de convocação. Vou repetir uma máxima de um diretor meu no Caxias. Jogador bom, qualquer escolha tua, tu vai acertar"explicou.

Na entrevista, Tite também falou sobre o desempenho da dupla Gabigol e Neymar. O camisa 10 marcou o gol que selou o triunfo no Recife e se tornou o maior artilheiro do Brasil em Eliminatórias, ultrapassando Romário e Zico.

"Neymar jogou do mesmo jeito que jogou contra o Chile, ia jogar contra a Argentina. Temos privilegiado ele que é um jogador diferente. Processo criativo. Não vou ficar tolhendo. Tem liberdade. Inclusive com Gabriel Barbosa fazendo compactação. Gabriel fez um grande jogo então tem essa combinação e ele (Neymar) joga do mesmo jeito", apontou.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte