Thiago Neves abre o jogo sobre Ceni no Cruzeiro e se defende: "Cometeu os erros dele"

Meia é apontado como pivô da demissão do treinador, que ficou no time mineiro após por 46 dias

Legenda: Rogério Ceni trabalhou no Cruzeiro por 46 dias
Foto: Foto: Bruno Haddad / Cruzeiro

A crise no Cruzeiro ganhou mais um capítulo. Após a eleição do Conselho Deliberativo do clube ser anulada, o meia Thiago Neves resolveu comentar sobre a relação com o técnico Rogério Ceni, uma das apostas da diretoria, mas que acabou deixando o time e retornando ao Fortaleza por desentendimento com parte do elenco. Segundo o atleta de 33 anos, a responsabilidade pela saída do comandande é do próprio treinador, que comeu erros durantes os 46 dias em que esteve na Toca da Raposa.

"Dói. Incomoda, porque muitas coisas que estou vendo, estão me culpando pela demissão do Rogério, e eu não fiz isso, não faço isso. Acho que ele mesmo cometeu os erros dele, eu cometi os meus, fui humilde, pedi desculpas para ele na sala dele. Muita coisa que eu leio, incomoda, principalmente do torcedor colocando a culpa em mim, ainda mais neste momento complicado que a gente vem passando", explicou.

Legenda: Ceni colocou Neves no banco de reservas da equipe
Foto: Foto: Vinicius Silva / Cruzeiro

A mudança no comando técnico, no entanto, não trouxe melhoras para o time. Mesmo com a chegada de Abel Braga, o Cruzeiro segue nove jogos sem vencer, incluindo duelo na Copa do Brasil. Criticado por parte da torcida mineira, apesar de ser apontado como um dos líderes entre os jogadores, Neves revelou ter chorado no vestiário com a pressão no clube.

"Você não consegue dar uma risada, não consegue brincar com seu filho. É um sentimento muito ruim, onde o que todo mundo faz no momento é chorar", explicou.

Na zona de rebaixamento, em 18º, com 22 pontos, o Cruzeiro tem uma chance de iniciar a retomada nesta quarta-feira (16) contra o São Paulo. O jogo, válido pela 26ª rodada, ocorre às 21 horas, no Mineirão.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte