Técnico do Bahia elogia o Fortaleza e prega respeito: "será uma partida dura"

Partida ocorre no domingo (15), às 16 horas, na Arena Fonte Nova, com transmissão do Sistema Verdes Mares

Legenda: Roger Machado afirmou que o Fortaleza é um time com contra-ataque forte e merece atenção
Foto: Foto: divulgação / Bahia

Invicto há oito partidas, o Bahia tem uma meta ousada ao fim da 19ª rodada: se consolidar na zona de classificação para a Libertadores. Na 7ª posição, com 30 pontos, a equipe está a dois de distância para o Corinthians, último do G-4. No entanto, para atingir a meta é preciso superar o Fortaleza, domingo (15), às 16 horas, na Série A do Brasileiro. O técnico Roger Machado elogiou o tricolor cearense e previu um jogo difícil na Arena Fonte Nova.

"Será um jogo duro, muito difícil. Embora o Fortaleza esteja atrás da gente, tem uma equipe sólida, com transição e contra-ataque muito fortes. Gostaria, de antemão, que a Fonte Nova estivesse cheia, que o torcedor nos incentive até o último minuto. Mas vá com a consciência de que será uma partida dura. Se desejarmos vencer nosso compromisso, precisamos saber que não será de qualquer jeito. Será de forma organizada, respeitando o adversário. Deve ser uma parada bastante indigesta", afirmou.

A distância para o Tricolor do Pici na tabela é de nove pontos. Em 2019, os clubes se enfrentaram uma vez em duelo que terminou 2 a 2, pela Copa do Nordeste - com o Bahia sob o comando de Enderson Moreira, e o Fortaleza dirigido por Rogério Ceni. No novo desafio, a dúvida fica por conta da escalação do atacante cearense Artur Victor, que sofreu uma contusão enquanto atuava pela Seleção Brasileira Olímpica. Roger revelou que o atleta já iniciou a fase de transição, mas segue com situação indefinida.

"O Artur veio da Seleção sentindo algo, fez exames, felizmente não deu nada. Hoje ele ainda faz um trabalho de transição e amanhã vai para o campo. Vamos ver como ele vai se sentir para ir para o jogo. Se estiver bem, volta para a equipe", explicou.

Caso o jogador se confirme como ausência, a tendência é que o Bahia mantenha o esquema 4-2-3-1, utilizando Élber no lugar de Artur Victor. A provável escalação é: Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Gregore, Flávio e Guerra; Lucca, Élber e Gilberto