SVM alcança meio milhão de downloads e reproduções de podcasts

Marca é obtida após 10 meses do projeto. O material, que está disponível em serviços de streaming, portal do Diário do Nordeste e aplicativo da Verdinha, tem foco maior no esporte

Legenda: Jornalistas do Sistema Verdes Mares gravam, diariamente, os podcasts que falam sobre o dia a dia do esporte cearense Aplicativo reúne todos os podcasts, que já passam dos 500 mil acessos neste ano de 2020
Foto: Kid Júnior / SVM

Um sucesso de audiência em pouco tempo. Após 10 meses de investimento do Sistema Verdes Mares (SVM) em plataformas e geração de conteúdo para podcast, o veículo atingiu a marca de meio milhão (500 mil) de reproduções e downloads de produtos, consolidando o crescimento e a valorização das mídias digitais.

Os números são fruto de uma gama de produtos - com o esporte como um dos principais conteúdos - todos com estratégias montadas para melhor fluxo com o consumidor. No catálogo do SVM há cerca de 20 podcasts disponíveis em produções semanais, diárias ou por temporadas.

Na missão de informar e entreter, o projeto foi criado para se aproximar do público. Como é acessível a qualquer momento, inclusive por aparelhos celulares, o fortalecimento da marca ficou evidente durante a pandemia de Covid-19, com ampliação da reprodução dos episódios.

"É uma experiência importante na questão da segmentação. A gente acaba trabalhando produtos específicos voltados para futebol, série de televisão ou empregos. Então, conseguimos construir um pouco de nicho com o público que quer ouvir. O áudio vem crescendo de maneira, principalmente, com a pandemia, e conseguimos parte dessa marca porque as pessoas estão em casa ouvindo um conteúdo empático, no qual a voz aproxima", explica Ívila Bessa, diretora digital do SVM.

Na lista de mais acessados, os produtos são: A Piada do Dia, Nas Garras da Patrulha, CearáCast, FortalezaCast e Seu Direito Previdenciário. Os materiais são disponibilizados em várias plataformas diferentes, como o Portal do Diário do Nordeste, o aplicativo da Rádio Verdes Mares AM 810, além dos canais específicos para podcast, como Spotify, Deezer e Apple Podcast.

"Logo no início do projeto, nós tivemos que mostrar ao público o que são podcasts, porque, apesar de não ser um tipo de produto tão novo, muitas pessoas não conheciam. Nós montamos um catálogo diversificado, que atende vários perfis de usuários, e também contamos com o peso de nomes fortes no jornalismo, como Tom Barros e Antero Neto", complementa Vanessa Madeira, capista e especialista em podcast.

Legenda: Em menos de um ano, projeto de podcast do Sistema Verdes Mares (SVM) alcançou a marca de 500 mil reproduções e visualizações através das plataformas de streaming, Diário do Nordeste e Verdinha
Foto: Kid Júnior / SVM

Crescimento do esporte

Um dos pontos primordiais na audiência dos podcasts do SVM são aqueles especializados em esporte, em eixo temático tradicional da Rádio Verdes Mares.

Além dos conteúdos voltados exclusivamente para Ceará e Fortaleza, com condução dos repórteres setoristas dos clubes, há também: o Debate Jogada, o Bate-Papo com os Craques, o ProfCast e o Elas no Esporte.

O processo é tratado como de maior inovação técnica nos materiais da rádio. Através de entrevistas exclusivas, análises e conteúdos personalizados, os podcasts são inseridos na grade de programação da Verdinha AM 810 e divulgados em matérias adaptadas no Diário do Nordeste.

A plataforma do YouTube também funciona como campo de divulgação dos podcasts. No caso do Debate Jogada, a gravação ao vivo do programa é disponibilizada nos canais de vídeo do SVM.

O que são podcasts?

O podcast é um conteúdo em áudio, muito semelhante a um programa de rádio. No entanto, esse material fica disponível para que o ouvinte escute quando e onde quiser. Não é um programa ao vivo. São conteúdos produzidos sob demanda.

No novo portal da Verdinha, os podcasts ganharam um espaço especial. Você pode ouvir conteúdos exclusivos, principalmente sobre futebol, humor cearense e atualidades. Tudo de forma muito prática, que pode ser conferido a qualquer hora do dia.

"A gente decidiu que esse projeto iria circular em meios digitais. O número de meio milhão nos surpreendeu, traz a justificativa das pessoas curiosas. Decidimos não divulgar e saber o que vinha de modo orgânico. Agora imaginamos que podemos chegar com um milhão em menos tempo com os segmentos que nos aproximamos", projeta Ívila.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados