Sérgio Alves se declara ao Ceará e mostra preocupação com Brasileirão feminino

Ídolo alvinegro é técnico do clube feminino e acredita que Série A2 vai ter menos participantes quando retornar

Legenda: Sérgio Alves foi cotado para assumir o time principal do Ceará em 2019 após a saída de Adílson Batista
Foto: Foto: Thiago Gadelha / SVM

Um dos maiores ídolos da história do Ceará, Sérgio Alves mostrou preocupação com a suspensão dos jogos pelo novo coronavírus. Em live nas redes sociais do clube, nesta sexta-feira (3), o técnico do time feminino revelou que há risco da Série A2 do Campeonato Brasileiro retornar com menos participantes.

"No futebol feminino há uma possibilidade de muitas equipes nem participarem mais porque são muitas equipes e não tem planejamento para competição porque não vai ter condição financeira, mas espero que isso não venha a acontecer. Se acontecer vai ser lamentável. O Brasileirão perde o brilho com menos equipes", pontuou.

O plantel alvinegro estreou no torneio no dia 15 de março com vitória sobre o Oratório/AP por 5 a 0, pelo Grupo A. As partidas seguintes foram adiadas por tempo indeterminado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O Ceará divide chaveamento com Esmac-PA, Tiradentes-PI, Juventude Timonense-MA  e Santos Dummont-SE.

Legenda: Meninas do Vovô deram show na estreia da Série A2 do Brasileirão Feminino
Foto: Pedro Chaves/Cearasc.com

Apelidado de "carrasco" pelo torcedor devido aos 23 gols em Clássicos-Rei, Sérgio Alves iniciou a trajetória no Ceará em 1992 e se tornou o 3º maior artilheiro do time na história, com 141 gols. Durante a live, o ex-atacante aproveitou para se declarar ao time e agradecer ao torcedor.

"O Ceará representa tudo na minha vida. É como minha família. Mesmo quando fiquei distante, sofri com os resultados não satisfatórios e falo de coração: enquanto vida eu tiver, defendo o Cearé como puder. Melhor que seja dentro do clube, mas se não for, vou defender. O Ceará sempre me deu condições desde quando cheguei em 1992 e por tudo que a nação fez por mim, o clube, só tenho que retribuir. Já que não posso fazendo gols é respeitando a nação alvinegra", declarou.

Para evitar o contágio do novo coroanvírus, a diretoria do clube suspendeu todas as atividades do futebol profissional e das categorias de base até o dia 20 de abril. Há possibilidade do prazo ser prorrogado caso a pandemia mundial não seja controlada.