Sem viagem e com dia a mais de descanso, Ceni monta estratégia do Fortaleza para o Clássico-Rei

Passada a vitória contra o Bragantino, o Fortaleza concentra todas as atenções no confronto de rivalidade contra o Ceará, nesta quarta-feira (2), às 19h. Ceni enxerga vantagem no calendário, mas não como algo determinante

Legenda: Rogério Ceni acredita que vantagem no calendário não será determinante na partida
Foto: Foto: JL Rosa / SVM

O Fortaleza vive momento interessante para o clube na Série A do Brasileiro 2020. Após um começo vacilante, o time leonino encaixou mais uma vitória na competição, a primeira dentro de casa e a segunda em todo o certame, e já vive uma pequena sequência invicta. Já são quatro jogos que a equipe do Pici não sabe o que é derrota. Atuou contra Botafogo, Goiás, Corinthians e Bragantino, pontuando em todas as partidas.

E um dos momentos mais importantes dentre as 38 rodadas da Série A acontece na quarta-feira (2), às 19h, quando a equipe de Rogério Ceni enfrenta novamente o arquirrival Ceará, em um jogo que vale mais do que três pontos, tendo em vista a vantagem psicológica que uma vitória em um clássico pode conceder para ambas as equipes na competição nacional.

Veja mais notícias sobre o Fortaleza

Vantagem?

Neste primeiro Clássico-Rei de 2020 pela Série A, o Fortaleza tem certa vantagem de calendário, ao ter atuado um dia antes que o Vovô e com um plus. Não precisou fazer viagens, o que possibilitou o treinador conceder um dia de folga para os jogadores, enquanto o rival atuava fora de casa, em Goiânia, pela competição.

"O Red Bull ganhou três dias a mais do que nós de descanso, de preparação e nós vencemos o jogo. Para nós é muito importante ter esse quarto dia, mas não significa que você leva vantagem sobre um adversário que tem um elenco muito grande, muitas opções de jogo, que pode trocar 3, 4, 5 jogadores e jogar da mesma maneira, que é o caso do Ceará, que tem várias opções", analisou o treinador.

No entanto, apesar das ressalvas ditas, Ceni entende que essa "vantagem" no calendário precisa ser bem aproveitada para que o Fortaleza realmente se imponha na partida. "Para nós esse dia a mais de descanso, devido à viagem, jogo contra o Corinthians, terem adiantado esse jogo para hoje pesou um pouco para a gente por causa da viagem. Pelo menos, agora, a gente não tem viagem, consegue dar um dia de descanso, domingo em casa para todos, para começar a treinar na segunda-feira. Não vejo como influenciador do resultado em si, mas facilita para a gente a coordenação do trabalho".

O treinador também comemorou a conquista dos pontos, tendo em vista a realidade dos clubes. "A nossa realidade, a primeira, é fazer o maior número de vitórias possível. Esse salto dos três pontos ele te dá primeiro a confiança e, caminhando de um em um, é difícil, como foi o empate contra o Corinthians".

Sem revanche

O atacante Wellington Paulista, grande destaque da vitória do Fortaleza por 3 a 0 diante do Bragantino, após a partida, rechaçou qualquer sentimento de revanche para o Clássico-Rei. O Ceará eliminou o Fortaleza da Copa do Nordeste desde ano e foi campeão.

"Vamos tirar logo esse negócio de revanche. O clássico por si só é motivante, são os dois maiores clubes da cidade e todos querem vencer. O Ceará tem qualidade, foi campeão da Copa do Nordeste, parabéns pra eles, mas o que passou, passou. Vamos buscar vencer este jogo pela Série A".

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte