"Se eu fosse mercenário, teria ido para a China", diz Leandro Carvalho

O jogador desembarcou na capital cearense, na madrugada desta sexta (1), com recepção calorosa da torcida Alvinegra no aeroporto

Querido pela torcida do Ceará, Leandro Carvalho desembarcou na capital cearense na madrugada desta sexta-feira (1º) e foi recepcionado no Aeroporto de Fortaleza. Recém-contratado pelo Vovô, o atacante conversou com exclusividade com o Sistema Verdes Mares e contou o motivo de ter rejeitado a proposta do futebol chinês para assinar com o Alvinegro.

"Eu estava no Botafogo e não estava jogando, então minha cabeça não estava preparada para isso (ir ao futebol chinês). Muitas pessoas mandavam mensagens perguntando se eu ia pra China ou Ceará e muitos torcedores do Botafogo estavam me criticando, me chamando de mercenário, sendo que é uma algo que não sou. Se eu fosse mercenário, teria ido para a China porque era uma proposta muito alta, mas eu acabei vindo para o Ceará por amor de estar vestindo a camisa, jogando e não por dinheiro. É um lugar onde eu me sinto bem", afirmou.

O atleta está em sua terceira passagem pelo Vovô. Na primeira, em 2017, o jogador chegou por empréstimo do Paysandu/PA para a disputa da Série B, a pedido de Marcelo Chamusca, então técnico do clube. Após se destacar na equipe, o atacante chamou atenção de várias equipes brasileiras e acertou sua ida ao Botafogo/RJ, que comprou 50% de seus direitos econômicos junto ao Papão.

Última temporada

Após ter tido um mau início na equipe carioca e sofrido uma lesão no joelho que o obrigou a passar por cirurgia, Leandro voltou ao Ceará para a disputa da 1ª divisão nacional, por empréstimo. 

O jogador marcou cinco gols em 20 jogos com a camisa do time cearense e retornou ao time do Rio de Janeiro, mesmo afirmando que o seu desejo era permanecer no Vovô. Em 2019, o atleta esteve em campo pelo Botafogo em seis oportunidades, mas não obteve destaque.

Receita

Desembolsando o valor de R$ 3,6 milhões por 60% de seus direitos econômicos (R$ 3 milhões ao Botafogo por 40% e R$ 600 mil ao Paysandu por 20%), se tornou a segunda maior compra do futebol cearense, ficando atrás somente de Wescley, também do Ceará, que foi comprado do Vissel Kobe, do Japão, por R$ 4,4 milhões.

Leandro Carvalho assinou com o Vovô até maio de 2022. Neste sábado (2), o atleta passa a treinar normalmente com o restante do grupo.