Rally dos Sertões: Ceará larga com boas chances nos UTVs

Riamburgo e George Ximenes chegam à competição com chances de vitória. Eles se destacam entre os 302 competidores da edição deste ano

Legenda: George Ximenes, à direita, vai largar entre os oito primeiros colocados
Foto: Foto: Divulgação

Em sua 27ª edição, o Rally dos Sertões terá, pela 11ª vez, sua chegada no Ceará. E essa relação de proximidade entre o evento e nossa vocação off-road torna o Ceará um dos lugares mais amados pelos competidores da prova, ao mesmo tempo que desperta nos cearenses uma relação muito especial com o evento. Neste cenário, Riamburgo Ximenes é um dos principais representantes. Já venceu o Sertões na geral e é considerado sempre um favorito. No prólogo de ontem - espécie de treino classificatório da F-1 -, ele ficou em 9º lugar, o que define a sua posição no grid de largada.

George Ximenes, que cresceu acompanhando Riamburgo, tem o talento e a velocidade em seu DNA, e faz nesta prova uma transição de gente grande ao deixar para trás a categoria quadriciclos. E ele surpreendeu no prólogo, garantindo posição entre os 8 primeiros colocados no grid de largada, que acontece na manhã de hoje.

Participantes

Com recorde de inscritos deste ano, a competição contabiliza 187 veículos inscritos, dos quais 55 UTVs em busca da mais importante vitória: a geral. Nessa categoria, em especial, a competitividade é muito alta porque os UTVs têm características técnicas muito similares. Além disso, o perfil dos competidores é mais convidativo à ousadia porque quando eles largam, é possível saber que, mesmo diante de trilhas difíceis, trechos pesados e seletivos, ninguém quer "tirar o pé".

A prova

O Sertões é um rali único, uma das mais importantes competições automobilísticas do mundo. Neste ano, são 302 competidores inscritos e mais de 1.800 pessoas envolvidas diretamente no evento.

O circo do Sertões é uma cidade que se move diariamente e leva a competição para nove cidades anfitriãs em oito etapas; largando de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, hoje, rumo a Aquiraz, no estado do Ceará.

O Sertões reúne pilotos e navegadores de 21 estados brasileiros, gente de 163 cidades, que vem em busca do sonho de estar inserido dentro do que é considerado o maior rali das Américas. Em 2019, somente um dia terá especial com quilometragem abaixo dos 300km.

Mas, não se engane, além das altas quilometragens diárias, a edição de 2019 tem como propósito seu retorno às raízes do próprio Sertões. Isso significa trechos mais pesados, mais desafiadores e mais complexos de vencer. Mais do que isso, este ano significa uma nova fase para o próprio evento, que declaradamente tem anunciado seu propósito de se tornar maior que o mitológico Dakar.

Expectativas

Para Riamburgo Ximenes, "a expectativa é das melhores" para a disputa das provas. "Este ano, as mudanças anunciadas trazem o Sertões para um ritmo inspirador e muito desafiador. Os dias em Campo Grande (MS), que marcam a véspera da largada, também nos dão a oportunidade de fechar ajustes finais nos veículos e começam a nos preparar para a competição. Tudo aqui é frenético, o que parece aumentar a energia e nos deixa ainda mais fortes para os quase 5 mil quilômetros que temos até chegar em casa. Não tenho dúvida alguma de esta será um edição épica, para entrar na história como uma das melhores que o Sertões já nos deu", comentou Riamburgo Ximenes.

Quem também está com a expectativa alta é George. "Estamos fazendo os últimos acertos dos veículos e em contagem regressiva para a largada. Para mim, apesar de já ter feito dois Sertões, por estar numa categoria nova, tudo também é novo. Estrear em uma categoria tão disputada só aumenta a responsabilidade".

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados