Projeto de Lei com mudança de nome do Maracanã para Rei Pelé será vetado

O autor da proposta, o deputado estadual André Ceciliano (PT) desistiu da iniciativa

Foto do Maracanã em ângulo aberto, mostrando o campo e a arquibancada
Legenda: O Maracanã é um dos símbolos do Rio de Janeiro e um dos principais estádios do mundo
Foto: Yasuyoshi Chiba / AFP

O Maracanã de Mário Filho, principal estádio de futebol do Brasil, não deve ter o nome substituído para Rei Pelé. O autor do projeto de lei, o deputado estadual André Ceciliano (PT), presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, recuou na solicitação. A informação é da coluna Radar, na Veja.

“Foi um desgaste desnecessário”, afirmou. A intenção era fazer uma homenagem em vida para Edson Arantes do Nascimento, considerado o maior jogador de todos os tempos. Como o Maracanã é um dos símbolos da modalidade, a mudança gerou muita divergência entre historiadores e especialistas do esporte.

O prazo para a proposta ser vetada ou sancionado é concluído nesta terça-feira (6). O deputado vai reunir o colégio de líderes e indicar o veto.

Pelé e Marta abraçados e sorrindo para foto juntos
Legenda: Pelé e Marta são considerados os maiores atletas da história do futebol nas respectivas categorias
Foto: divulgação

Atualmente, o tricampeão mundial pela Seleção Brasileira concede nome ao estádio do CSA, denominado de Rei Pelé, em Alagoas. O clube, no entanto, tem como torcedora ilustre a atleta Marta, eleita por seis vezes a melhor jogadora do mundo. 

Um projeto de lei foi aprovado para trocar a nomenclatura do espaço para Rainha Marta. A proposta segue em apreciação e espera um posicionamento do Governo do Estado. Com a pandemia de Covid-19, outras pautas apresentam prioridade na análise.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte