"Pra mim, pouco importa um russo", declara Ceni sobre possível investidor estrangeiro no Fortaleza

O treinador do Leão comentou sobre o investimento que o clube pode ter através do bilionário russo Ivan Savvidis

Legenda: "Não precisamos de dinheiro absurdo para fazer um time competitivo", disse o comandante tricolor depois da eliminação na Copa Sul-Americana
Foto: Foto: Camila Lima

O Fortaleza manteve contato com representantes do bilionário russo Ivan Savvidis, proprietário do clube grego PAOK, para um possível investimento externo do empresário no Leão do Pici. Porém, para o técnico tricolor Rogério Ceni, o time cearense não precisa de altos valores financeiros para subir de patamar. O treinador expôs sua opinião sobre o investidor após a vitória por 2 a 1 para o Independiente nesta quinta-feira (27), na Arena Castelão, resultado que eliminou a equipe mandante da Copa Sul-Americana.

“Não precisamos de investimento externo aqui. Não precisamos de 20 milhões. Não precisamos de russo nem nada. Só fica notícia, ninguém sabe de russo nenhum. Pra mim, pouco importa um russo, nós não precisamos de dinheiro absurdo para fazer um time competitivo. Precisamos de um pouquinho mais de recurso que, infelizmente, não temos. Estamos no teto da nossa folha salarial, no limite. Essa é a nossa realidade. Tá faltando pouco para fazer um feito maior do que é possível", contou Ceni.

O filho de Ivan, Giorgios Savvidis, é admirador do futebol brasileiro e incentivou o pai a procurar no mercado esportivo da América do Sul opções de clubes para investir. O Fortaleza chamou a atenção da família pelas festas da torcida nas arquibancadas durante 2019. 

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte