Palmeiras rescinde contrato com volante Ramires em comum acordo

Decisão ocorre após o técnico Abel Ferreira elogiar o atleta

Legenda: Ramires disputou 45 jogos na passagem pelo Palmeiras
Foto: Cesar Greco / Palmeiras

O Palmeiras surpreendeu e anunciou nesta sexta-feira (27) que rescindiu, em comum acordo, o contrato de Ramires, válido até 2023. Curiosamente, o volante foi elogiado pelo técnico Abel Ferreira, que disse após a vitória sobre o Delfín, no Equador, que o "patinho feio iria virar cisne".

O atleta foi contratado em julho de 2019 pelo então diretor de futebol Alexandre Mattos. O jogador, que tem duas Copas do Mundo no currículo, chegou do futebol chinês machucado e demorou para estrear. Desde então, nunca conseguiu repetir as atuações da época de Chelsea e recebia muitas críticas da torcida.

Os torcedores ficaram revoltados principalmente depois que o jogador foi flagrado há duas semanas em uma festa sem máscara, ação que desrespeita o protocolo interno do clube de prevenção ao novo coronavírus. O fato ocorreu dias antes de o clube sofrer um surto de Covid-19 que atingiu quase todo o elenco.

Com vários desfalques, entre lesões e casos de coronavírus, Ramires passou a ganhar mais oportunidades e foi titular nos últimos três jogos. Contra o Delfín, na última quarta-feira (26), marcou gol contra no triunfo por 3 a 1 em Quito, pelo jogo de ida das oitavas da Libertadores, mas ganhou muitos elogios do treinador.

"Conhecem a história do patinho feio que virou cisne? Hoje para mim houve um trabalho coletivo muito grande, mas teve um jogador-chave, que fez trabalho de formiguinha, que ninguém vê e que tem importância para mim enquanto jogador. O Ramires fez jogo absolutamente extraordinário, de posicionamento, de comprometimento com os centrais", avaliou.

Aos 33 anos, Ramires conquistou o título do Campeonato Paulista em 2020, disputou 45 jogos e marcou um gol em sua passagem pelo time alviverde.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados