Novo calendário da CBF sem espaço para Estaduais, preocupa Ceará e Fortaleza

Entidade detalha datas-base das quatro divisões do Campeonato Brasileiro, além de Copa do Brasil e Nordestão, deixando datas insuficientes para a conclusão dos Estaduais, preocupando diretorias de Vovô e Leão

Clássico Rei
Legenda: Ceará e Fortaleza são os representantes cearenses na Série A
Foto: Thiago Gadelha/SVM

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou o calendário revisado das competições masculinas para o ano de 2020. O ajuste se deve à paralisação dos jogos por conta da pandemia do novo coronavírus e agora a temporada tem o encerramento previsto para o dia 24 de fevereiro de 2021, data da 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

De acordo com a CBF, as tabelas das Séries A, B e C serão mantidas conforme originalmente anunciadas. O detalhamento das primeiras rodadas - com dias, horários e locais dos jogos - será disponibilizado pela Diretoria de Competições no início da próxima semana, juntamente com as Diretrizes Operacionais para realização das partidas.

“Este redesenho é a forma que encontramos para entregar o calendário integralmente e garantir o cumprimento dos compromissos assumidos pelos clubes com os detentores de direitos televisivos, patrocinadores e apoiadores”, destacou o presidente da CBF, Rogério Caboclo

De acordo com a CBF, as competições chanceladas por ela seguirão o seguinte calendário: Série A (9 de agosto e 24 de fevereiro de 2021), Série B (8 de agosto a 30 de janeiro), Série C (9 de agosto a 31 de janeiro), Série D (6 de setembro a 7 de fevereiro), Copa do Brasil (26 de agosto a 10 de fevereiro) e Copa do Nordeste (21 de agosto a 4 de agosto).

O documento contempla também as datas-base das Eliminatórias para Copa do Mundo de 2022, que será no Catar. O calendário confirmado pela Fifa prevê seis datas - são duas no mês de setembro, nos dias 3 e 8, duas em outubro, 8 e 13, e duas em novembro, nos dias 12 e 17. Sobre as competições organizadas pela Conmebol, como a Copa Libertadores e a Copa Sul-Americana, a CBF informou que as novas datas serão informadas em breve pela entidade.

Problemas

Analisando o calendário da CBF, os 5 clubes cearenses incluídos nela disputariam uma verdadeira maratona de jogos, principalmente Ceará e Fortaleza, por estarem 3 competições: Série A, Copa do Brasil e Copa do Nordeste. Os demais representantes, o Ferroviário está na Série C, assim como Floresta e Guarany de Sobral estão na Série D.

Nenhum deles teria problemas de datas no calendário divulgado pela CBF, que preveem apenas 6 datas livre para “descanso” nas chamadas Datas-Fifa.

O problema está na continuidade do Campeonato Cearense, que ainda precisa de 5 datas para ser concluído. Como o governador do Estado, Camilo Santana (PT), deve liberar a volta dos campeonatos na 4ª fase, as partidas de futebol devem voltar a partir do dia 20, e no dia seguinte, Ceará e Fortaleza estarão em Salvador, para a disputa da Copa do Nordeste, que será finalizada no dia 4 de agosto. Caso cheguem à final, as equipes do Vovô e do Leão não terão condições, portanto, de realizar jogos do Estadual antes do Brasileiro, que se iniciará cinco dias depois do torneio regional.

Ou seja após o início da Série A, serão poucas datas sem que esteja previsto algum compromisso por alguma competição que esteja Ceará e Fortaleza. No caso do Vovô, apenas uma data está livre, no dia 30 de setembro. Já o Leão tem mais datas livres por entrar apenas nas Oitavas de Finais da Copa do Brasil: três datas, nos dias 25 de agosto, 16 e 23 de setembro.

Gargalo

Portanto, número insuficiente para comportar as datas do Campeonato Cearense. A única solução para o gargalo é que os dois sejam eliminados precocemente das competições, abrindo espaço no calendário, realidade dos anos 90, e que parecia superada, mas que ameaça ressurgir. 

Para que o torcedor entenda, o Vovô e Leão precisariam ser eliminados da Copa do Nordeste para abrir algumas datas, e o Vovô ser eliminado na 3ª Fase da Copa do Brasil no dia 25 de agosto, abrindo mais datas.

O drama vivido por Ceará e Fortaleza deve ser o mesmo de outros clubes da Série A, já que apenas o Campeonato Carioca recomeçou.

Como não poderia deixar de ser, os mandatários de Vovô e Leão se mostraram preocupados com o calendário.

“Temos que olhar para frente, senão, não haverá mais futebol. Não podemos ficar pensando nos obstáculos. Vamos respirar um pouco e aguardar. O calendário está aí, foi feito para jogar e nós vamos jogar. Se tiver que jogar todo dia vamos jogar”, declarou o presidente do Ceará, Robinson de Castro.

Powered by RedCircle

Marcelo Paz, presidente do Fortaleza, vê os Estaduais muito prejudicados e sem solução imediata. “Com as datas divulgadas, e a não liberação dos jogos do nosso Estado, o Campeonato Cearense está prejudicado. Não sei dizer de que forma vai poder ser concluído. As outras competições com certeza serão concluídas, Copa do Nordeste, Série A, Copa do Brasil”.

Powered by RedCircle