Max Verstappen vence GP da Espanha e embola briga pelo título da F1

Após três vitórias seguidas, Max Verstappen assume a ponta do campeonato

Legenda: O holandês puxou uma dobradinha da equipe austríaca com Sergio Pérez terminando o dia na segunda colocação.
Foto: XPB Images

O piloto Max Verstappen fez grande prova e venceu o GP da Espanha, em Barcelona, domingo (22). Com a vitória - a terceira consecutiva - o neerlandês assumiu a liderança do campeonato e deixou Charles Leclerc, até então líder, para trás.

Com estratégia certeira da equipe austríaca Red Bull, Sergio Pérez, companheiro de Verstappen, terminou o dia na segunda colocação. George Russell completou o pódio no Circuito de Barcelona. Leclerc abandonou a prova. 

A prova

O GP da Espanha marca a sexta etapa da temporada 2022 da F1. Charles Leclerc largou na pole-position, com Max Verstappen dividindo a primeira fila. Na escolha dos pneus para o início da disputa, 19 de 20 competidores escolheram o composto mais macio. A única exceção do pelotão era Lewis Hamilton, que saia em sexto e optou pela gama média.

Na largada Leclerc conseguiu manter a primeira colocação enquanto George Russell conseguiu dar o bote para se colocar na terceira colocação, deixando Sergio Pérez para trás. No grupo intermediário, Kevin Magnussen foi tentar ultrapassar o heptacampeão da Mercedes, mas a dupla acabou se tocando. O dinamarquês foi para a caixa de brita, enquanto o inglês teve pneu furado e foi aos boxes.

O piloto que mais ganhou posições desde a largada foi Fernando Alonso. Por uma punição, o bicampeão largou da última posição e após as primeiras voltas, já havia escalado cinco colocações e era 15º.

Com 16 voltas feitas, a maior parte do pelotão já havia feito a primeira passada nos boxes. Os únicos ainda com o mesmo pneu eram Leclerc, Pérez, primeiro e segundo, respectivamente, e Vettel, sexto.

Verstappen vinha em uma corrida um pouco complicada. Além de ter problemas com a asa móvel sem conseguir abrir, quando foi tentar se aproximar de Russell pelo segundo posto, balançou o carro e quase bateu.

Na volta 22, Charles foi chamado para fazer sua primeira parada da corrida. O monegasco tinha vantagem suficiente e, portanto, voltou na primeira colocação a 5s518 de Russell, segundo colocado.

Verstappen enfim alcançou Russell e a dupla começou uma emocionante briga. O holandês conseguiu ultrapassar rapidamente, mas o inglês deu o troco e os dois ficaram lado a lado, com o piloto da Mercedes levando a melhor.

De repente, de forma inesperada, Leclerc perdeu potência quando estava na primeira colocação. O monegasco perdeu potência e foi chamado para os boxes, com Russell assumindo a ponta e liderando pela primeira vez uma corrida com a Mercedes.

Pouco depois, o holandês da Red Bull foi para os boxes para a segunda parada da prova. O competidor optou pelo pneu macio, voltando à frente de Sainz, na quarta colocação, e atrás de Bottas. Quando estava na primeira colocação, Pérez foi para sua segunda parada na corrida. O mexicano voltou a colocar médios e voltou para a pista na segunda colocação, já a 17s de Verstappen, que pulou para a ponta.

Hamilton e Alonso, que chegaram a ocupar o último posto do pelotão, estavam se recuperando aos poucos. Enquanto o inglês já aparecia em sexto, o espanhol figurava na décima colocação.

Verstappen fez mais uma passagem pelos boxes calçando mais uma vez pneus médios. O holandês voltou na segunda colocação, imediatamente atrás de seu companheiro Pérez e à frente de Russell. A ofensiva deu certo e a dez voltas para a bandeira quadriculada, a dupla da Red Bull estava nas duas primeiras posições. .

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados