Marlon começa bem no Ceará e mostra que pode ser importante para o Alvinegro

Em dois jogos pela Copa do Nordeste, meia teve boa movimentação e contribuiu com uma assistência

Marlon teve boa movimentação e colaborou com uma assistência
Legenda: Marlon teve boa movimentação contra o Vitória na fase de grupos da Copa do Nordeste
Foto: Thiago Gadelha / SVM

Sempre que um atleta com certa história por uma equipe se transfere para o rival, a tendência é de uma certa desconfiança por parte da torcida em cima do futebol. Marlon assinou com o Ceará no meio da disputa da Série A do Brasileiro, causando certa polêmica, mas aportou em Porangabuçu como aposta de jogador voluntarioso e tático.

Passada a Série A, o atleta se juntou ao plantel alvinegro e ganhou as duas primeiras oportunidades em campo pela Copa do Nordeste. Contra o ABC, fora de casa, mostrou boa movimentação em campo e com papel similar ao que desempenhava no Fortaleza.

Mas contra o Vitória, no último sábado, no triunfo por 3 a 1, o atleta mostrou que pode contribuir também na fase ofensiva. Foi dele o passe para o gol de Vitor Jacaré, o primeiro do Vovô contra o rubro-negro baiano.

O técnico Guto Ferreira elogiou a atuação do jogador e viu evolução dentro de campo:

"Ele me amplia sim as condições de estar mudando taticamente a equipe. Com atuações que, na minha concepção, a atuação de hoje já foi melhor que contra o ABC, e à medida que ele vai ganhando ritmo, vai melhorando ainda mais. Jogador inteligente, jogador experiente, jogador que precisa de poucos toques na bola para fazer o jogo fluir. Isso é muito importante, é o que nós buscamos de ter um Ceará muito mais assertivo que a gente tinha"

Legenda: Guto Ferreira é o técnico do Ceará desde antes da Série A de 2020
Foto: Thiago Gadelha / SVM

Nova característica alvinegra

Guto Ferreira também falou sobre o estilo de jogo que quer implantar no Ceará, de maior imposição no campo adversário, se somando à característica reativa que a equipe demonstrou na temporada 2020. Para isso, ele vê Marlon como peça importante.

"Precisamos jogador com esse tipo de qualidade. Sem perder a pegada, sem perder a transição, que são virtudes da nossa equipe, mas à medida que a gente consiga ter uma equipe mais assertiva em termos de passe, nós vamos ter um futebol mais impositivo e, logicamente, em se mantendo a defesa, a transição e tendo o futebol com posse de bola mais impositiva, tendência de ter melhores resultados. Esse é o caminho de crescimento do Ceará".

O Ceará encara, agora, o Altos/PI, pela Copa do Nordeste, dia 13, às 16h. A partida ainda não tem local definido pela CBF.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte