Marido acusa estrela sul-coreana do vôlei de violência doméstica e pede R$ 2 milhões de indenização

Da-Yeong Lee está proibida de defender a seleção asiática e perdeu os Jogos de Tóquio

Da-Yeong Lee em jogo de vôlei pela Coreia do Sul
Legenda: Da-Yeong Lee não pode mais defender a seleção do seu país
Foto: FIBV

Da-Yeong Lee, uma das principais jogadoras de vôlei da Coreia do Sul, está sendo acusada de violência doméstica contra o marido, que tem identidade mantida em sigilo.

O homem entregou mensagens com supostas ameaças à polícia local, segundo o portal italiano 'Volleyball.it'. 

O casamento, que iniciou em 2018, teria terminado justamente por conta de agressões físicas e ameaças. Pelos supostos acontecimentos, o marido alega passar por tratamento psicológico e pede uma indenização de mais de R$ 2 milhões.

Histórico familiar

Não é a primeira situação do tipo na família de Da-Yeong Lee. A irmã gêmea, Jae-Yeong Lee, também da seleção sul-coreana, ela foi acusada de agredir e praticar bullying contra outras jogadoras. As duas não foram mais convocadas para o time nacional e perderam as Olimpíadas de Tóquio.

As duas jogadoras estão proibidas de atuar pela seleção e por qualquer clube coreano. O Paok Thessalonik, da Grécia, contratou as duas jogadoras e espera liberação da FIVB. 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados