Marcelo Vilar confia em reação do Ferroviário na Série C

Time coral deixou o G-4 na última rodada e tem duelo fora de casa

Contra o Treze, Ferrão criou muitas chances, mas a pontaria não funcionou e veio nova derrota
Legenda: Contra o Treze, Ferrão criou muitas chances, mas a pontaria não funcionou e veio nova derrota
Foto: Kid Júnior

O Ferroviário atravessa momento de instabilidade na Série C do Brasileiro. Com apenas uma vitória nos últimos cinco jogos, o Tubarão deixou o G-4 do Grupo A e tem o sonho do acesso ameaçado para o decorrer da competição. Cenário que deve ser revertido no próximo desafio, frente ao Manaus, sábado (7), às 17h, na Arena da Amazônia.

A vantagem consolidada no primeiro turno deixou o time coral perto da zona de classificação, apesar da sequência negativa, mas a reação em campo deve existir até para evitar qualquer risco de rebaixamento - uma situação possível. No momento, a equipe está em 5º, com 17: um de distância do Manaus (4º) e cinco a mais que o Botafogo-PB, primeiro na faixa da degola.

Como restam cinco rodadas para conclusão da etapa de abertura da 3ª divisão, as duas situações são possíveis e refletem no planejamento de 2021. Apesar da Série B ser um objetivo vigente, a manutenção na Série C deve ser prioridade.

Na comissão técnica, o discurso segue confiante e traça paralelo entre resultado e desempenho. Na derrota para o Treze-PB, por exemplo, o Ferroviário foi superior e criou as melhores chances. A produção ofensiva existiu, faltou competência e qualidade.

O cronograma definido para o compromisso seguinte envolve viagem para Manaus na quinta (5), após atividade com o grupo no período da manhã. Há ainda um treino de apronto às vésperas do confronto na sexta (6). Os atletas serão testados para Covid-19 hoje, a partir das 15h30, e caso exista alguma infecção, será computada como baixa dentre os relacionados.

Sem Wescley e Siloé, ambos titulares do ataque no esquema 4-3-3, Vilar deve encontrar soluções no próprio plantel para seguir com velocidade pelos lados. Um fato é certo: o lateral direito Mathaus segue no departamento médico devido contusão na região posterior da coxa. Na mesma função, Cassimiro alegou dores no joelho e será reavaliado.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados