Marcelo Benevenuto comenta falta de efetividade do Fortaleza, mas ressalta desempenho coletivo; veja

Zagueiro tricolor concedeu entrevista coletiva nesta quinta-feira (23)

Legenda: Marcelo Benevenuto disputou 28 partidas na temporada pelo Fortaleza e é titular na defesa de Juan Pablo Vojvoda
Foto: Thiago Gadelha / SVM

Sem vencer a seis jogos na Série A do Campeonato Brasileiro, o Fortaleza Esporte Clube entra em campo neste domingo (25) contra o penúltimo colocado Sport. O zagueiro Marcelo Benevenuto concedeu entrevista coletiva nesta quinta-feira (23) e comentou sobre a mudança de postura do time e a falta de efetividade da equipe tricolor nos últimos jogos.

"Não teve nenhuma mudança de treinamento, não. Nós estamos fazendo o que o treinador pede desde o dia em que ele chegou aqui. Contra o São Paulo, nós fomos mais efetivos. Chegamos e fizemos os gols. Contra o Internacional, fomos bem, mas não tivemos efetividade na hora de finalizar a jogada. No final do jogo, uma desatenção do setor defensivo, o Inter acabou fazendo o gol. Vamos procurar fazer o que estamos fazendo desde o início do campeonato: estar ligado do começo ao fim."

Adversário do Fortaleza na 22ª rodada, o Sport vive uma situação crítica na competição nacional. São sete jogos sem vencer e sem marcar um gol na Série A. De acordo com Benevenuto, "estar ligado do começo ao fim" é fundamental para manter a equipe pernambucana sem balançar as redes.

"Estar ligado do começo ao fim. Estar ligado em cada detalhe do jogo que possa ocorrer algum gol. Entrar ligado! Nosso maior inimigo somos nós mesmos. Temos que nos preocupar conosco. Teve jogo que perdemos para nós mesmos. Então, temos que chegar lá, fazer o nosso jogo e buscar o resultado positivo."

O zagueiro ainda comentou sobre o momento de oscilação vivido pelo Fortaleza na Série A. Para Marcelo Benevenuto, apesar dos resultados não estarem vindo, deve haver ainda a valorização do desempenho tático e físico dos atletas.

"Todas as equipes vão passar por essa fase. Fizemos um excelente primeiro turno, com bons jogos. Acredito que estamos jogando bem nesses últimos jogos, mas os resultados não estão acontecendo. Nós devemos valorizar nosso desempenho também dentro de campo. O resultado não veio, mas estamos mantendo um padrão de jogo que o treinador vem passando para gente."

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte