Luís Eduardo Girão esclarece o que vai receber e doar ao Fortaleza na venda de Everton Cebolinha

Ex-presidente do clube tem direito à parte da negociação do atacante ao Benfica, de Portugal

Legenda: Everton Cebolinha deixou o Grêmio e foi atuar no Benfica, de Portugal
Foto: SL Benfica

O senador Luís Eduardo Girão (Podemos-CE) tem direito à parte da receita do Fortaleza Esporte Clube na venda do atacante cearense Everton 'Cebolinha' ao Benfica, de Portugal. Na negociação, o time receberá um total de R$ 9,5 milhões por possuir direitos econômicos do atleta ex-Grêmio, mas repassará ao empresário, político e ex-presidente do clube parte do valor por dívida em 2017.

Em contato com a reportagem, a assessoria de Girão confirmou que o ex-presidente do Leão receberá de volta exatamente o mesmo valor que investiu no clube em 2017 e doará o que for acima desse total para o Tricolor.  O acordo foi firmado durante disputa da Série C e tem aval do Conselho Deliberativo da equipe. 

"Luís Eduardo Girão esclarece que, antes de ser presidente do Fortaleza, no ano de 2017, fez aportes financeiros ao clube. Em contrapartida a um desses aportes, o Fortaleza deu em garantia parte da possível receita proveniente da negociação do jogador Everton (Cebolinha). A diferença entre o valor dos aportes e o total a ser recebido pela venda do jogador vai ser doada sim, por Luís Eduardo Girão ao clube, quando a negociação for integralmente concretizada".

Legenda: Em 2019, Everton defendeu a Seleção Brasileira na Copa América e foi artilheiro da competição
Foto: divulgação

Além de Girão, parte das cotas destinadas ao clube será repassada para um grupo incluindo empresários e ex-dirigentes que também contribuíram com o clube no passado. O Diário do Nordeste apurou que o valor investido pelo senador no Fortaleza foi de cerca de R$ 6,7 milhões.

O pagamento do valor cheio da venda de Everton (R$ 9,5 milhões) será repassado aos cofres tricolores a partir do dia 15 de setembro em parcela única. A diretoria leonina então repassa aos credores as taxas e quita toda a dívida. O restante fica no clube, que oficializará os valores após receber cota do Grêmio.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte