Jussa volta a jogar pelo Fortaleza depois de mais de um mês fora e espera mais oportunidades

Depois de 37 dias ausente por lesão no ombro, Jussa voltou a jogar pelo Leão na vitória contra o São Paulo e espera ter mais oportunidades no Tricolor com Vojvoda

Legenda: Matheus Jussa fez 18 jogos pelo Leão em 2021, sendo 7 com o técnico Vojvoda
Foto: Leonardo Moreira / Fortaleza EC

O volante Matheus Jussa voltou a jogar pelo Fortaleza depois de um pouco mais de um mês fora - 37 dias - por lesão no ombro, ajudando o Leão a vencer o São Paulo por 1 a 0 no Morumbi, no último sábado. Para ele, que está feliz com o retorno, é a hora de lutar por mais oportunidades no time titular, seja em sua posição, de volante, ou mesmo na zaga, já que Titi desfalcará o Leão por estar suspenso pelo 3º cartão amarelo diante do Bragantino/SP, na próxima rodada da Série A, no domingo às 16 horas no Castelão.

"Eu estou à disposição. Todos os atletas estão à disposição para ajudar. Se precisar de mim, eu estou disposto a ajudar, dar o meu melhor. Tanto eu quanto outros jogadores que fazem aquela posição. Quem for utilizado naquela posição tenho certeza que vai se sair muito bem, porque, durante a semana, a gente trabalhará para isso", disse ele.

Ouça o FortalezaCast

Powered by RedCircle

Para Jussa, as oportunidades aparecerão, já que Vojvoda oportuniza a todos, dependendo da característica do adversário.

"Todo mundo trabalha para ter oportunidade. E todos vão ter oportunidade, eu trabalho por mais oportunidades e todos têm condições de serem titulares. Dependendo do jogo, o nosso técnico vai utilizar quem tem mais força, mais técnica, mas todo mundo tem chance. E quem for utilizado no jogo vai dar o seu melhor".

Especial

O último jogo de Jussa pelo Leão foi no dia 10 de junho diante do Ceará, na vitória de 3 a 0 pela Copa do Brasil, e seu retorno também foi com vitória: diante do São Paulo, quando entrou aos 34 minutos do 2º tempo. Ele explicou o porquê do retorno ter sido especial por se tratar de um jogo contra o São Paulo no Morumbi.

"Foi especial. Além de a gente ter atingido uma marca muito boa, de ser o time nordestino que atingiu essa marca desde o início do Brasileiro assim, além da vitória, para mim foi especial porque sou de São Paulo, a minha família mora próximo do Morumbi, voltando de uma lesão. Foi muito especial aquele dia, principalmente pela vitória. A gente vem em uma sequência muito boa, trabalho muito forte, todo mundo se dedicando ainda mais", explicou ele.

Confira a entrevista de Matheus Jussa

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte