José Mourinho é demitido do comando do Tottenham

Técnico português deixa o clube restando poucos dias para a final da Copa da Liga Inglesa

José Mourinho com semblante sério
Legenda: José Mourinho deixou o Tottenham na temporada de 2021
Foto: AFP

Em uma semana com decisão, a direção do Tottenham anunciou nesta segunda-feira (19) a demissão do treinador português José Mourinho e de toda a comissão técnica. A saída de todos foi acertada seis dias antes da final da Copa da Liga Inglesa, quando o clube enfrenta o Manchester City no estádio de Wembley.

Mourinho estava sendo alvo de críticas pelos resultados ruins na temporada - venceu apenas um dos últimos seis jogos no Campeonato Inglês e foi eliminado na Liga Europa pela Dínamo de Zagreb, da Croácia: venceu a ida por 2 a 0 e levou a virada na volta. Além disso, caiu nas oitavas de final da Copa da Inglaterra.

Esperava-se, no entanto, que o técnico tivesse a oportunidade de comandar a equipe na final da Copa da Liga Inglesa, no próximo domingo (25). No entanto, os auxiliares Ryan Mason e Chris Powell irão assumir o cargo.

"José é um verdadeiro profissional que demonstrou enorme resiliência durante a pandemia. A nível pessoal, gostei de trabalhar com ele e lamentamos que as coisas não tenham corrido como esperávamos. Ele será sempre bem-vindo aqui", afirmou o presidente do Tottenham, Daniel Levy, em um comunicado oficial.

Motivos da saída

A série de resultados negativos se juntou a problemas com jogadores importantes do elenco, como Dele Alli e Gareth Bale - este emprestado pelo Real Madrid. Os dois ficaram mais no banco de reservas do que no time titular. Mourinho deixa o Tottenham após 86 jogos: foram 44 vitórias, 19 empates e 23 derrotas.

Outros dois motivos ajudaram na demissão: o salário alto (cerca de 17,5 milhões de euros por ano, ou seja, R$ 118 milhões na cotação atual) e o fato de não ter conseguido ser tão popular quanto o ex-técnico da equipe, o argentino Mauricio Pochettino, que agora está no Paris Saint-Germain (PSG).

Na carreira, Mourinho já foi demitido por três clubes diferentes na Inglaterra: Chelsea, duas vezes, Manchester United e o Tottenham.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte