Jornalista italiano faz comentário racista sobre Lukaku e é demitido da emissora

O comentarista Luciano Passirani participava do programa "Qui Studio a Voi Stadio" da TV TopCalcio24 quando comentou sobre o atacante belga

Legenda: O belga havia sofrido insultos racistas antes, durante vitória em seu segundo jogo com a camisa da Inter de Milão
Foto: Foto: AFP

Romelu Lukaku foi alvo de mais um ato racista na Itália. O jornalista da TV TopCalcio24, Luciano Passirani, falava sobre o novo camisa 9 da Internazionale quando disse que "A única maneira de pará-lo é lhe dar 10 bananas para comer". Logo após o comentário, ele foi demitido da empresa.

Passirani, de 80 anos, dizia que o belga "foi uma das melhores contratações que a Inter poderia ter feito. Eu não vejo nenhum jogador como ele na Itália. Ele é um dos mais fortes e eu gosto dele por causa disso. Se você for no 1 contra 1, ele te mata", disse o jornalista antes do comentário racista. Ele pediu desculpas depois do ocorrido.

O diretor do programa, Fabio Ravezzani, contou que "apesar da desculpas, Passirani não pode continuar na emissora. Acho que foi uma terrível falta de lucidez. Não posso tolerar esse tipo de erros, mesmo que momentários".

Lukaku foi a maior contratação da história do clube de Milão ($ 75 milhões de euros) e já marcou 3 gols nos últimos 3 jogos da Série A 2019/20. Contra o Cagliari, ele havia recebido vaias racistas de torcedores locais antes de bater o pênalti que deu a vitória ao time nerazzurro.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de esporte?

Assuntos Relacionados