John John supera Medina e vence abertura do Mundial de surfe no Havaí

Evento foi encerrado no domingo (20), com vitória do bicampeão mundial havaiano

Legenda: Medina foi superado na decisão por pontuação apertada
Foto: Brian Bielmann / AFP

A temporada 2021 da Liga Mundial de Surfe (WSL) começou com a vitória de John John Florence sobre Gabriel Medina na final da etapa de Pipeline, no Havaí. Após suspensão por conta de casos de coronavírus em pessoas da organização da WSL, o evento foi finalizado no domingo (20), com vitória do bicampeão mundial havaiano (2016-2017).

John John, nascido em Honolulu, é considerado o principal rival dos brasileiros na atualidade e sofreu graves lesões nas duas últimas temporadas, que o tiraram da disputa por novos títulos. Em casa, demonstrou estar forte e venceu Medina por pontuação acirrada: 11.77 a 11.10, com direito a uma virada nos minutos finais.

Campeão mundial em dezembro de 2019 após superar Medina na decisão em Pipeline, Italo Ferreira desta vez perdeu para o compatriota nas semifinais. Do outro lado da chave, John John superou o 11 vezes campeão Kelly Slater para chegar à decisão.

Etapa feminina

Legenda: A brasileira Tatiana Weston-Webb também disputará as Olimpíadas de Tokyo neste ano
Foto: AFP

Entre as mulheres, a brasileira Tatiana Weston-Webb, nascida em Porto Alegre e criada no Havaí, conquistou um bom resultado na etapa de abertura, ao chegar às semifinais. A australiana Tyler Wright foi a vencedora.

A disputa feminina mudou da ilha de Maui para a de Oahu, quando foram disputadas as últimas quatro baterias, após um ataque de tubarão que matou um surfista amador no local original da etapa. Assim, mulheres puderam competir pela primeira vez em Pipeline na WSL.

Sem público nas areias, a etapa que fecha o calendário agora abriu as disputas de 2021, após cancelamento da edição de 2020. A próxima etapa será novamente no Havaí, em Sunset Beach, a partir de 19 de janeiro.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados