John John Florence diz que deve perder restante da temporada do surfe por lesão

Possível saída do australiano, atual líder do Circuito Mundial de Surfe, pode beneficiar brasileiros que disputam o título

Legenda: Surfista bicampeão mundial explicou que optou por fazer a cirurgia para voltar a competir 100%
Foto: Foto: Francisco Leong / AFP

Líder do Circuito Mundial de Surfe, John John Florence confirmou nesta terça-feira (2) a gravidade da lesão sofrida na etapa do Rio de Janeiro e praticamente se despediu da temporada 2019. O havaiano rompeu o ligamento cruzado anterior na bateria das oitavas de final do evento realizado em Saquarema, quando superou o australiano Wade Carmichael. Em comunicado nas redes sociais, o bicampeão mundial, em 2016 e 2017, explicou que optou por fazer a cirurgia para voltar a competir 100% em 2020. 

"Este foi um ano muito divertido dentro e fora das competições. Infelizmente, no Brasil rompi meu LCA (ligamento cruzado anterior). Estou fora da J-Bay (a etapa de Jeffreys Bay) e provavelmente de todo o resto da temporada. Optei pela cirurgia para que eu possa estar 100% no próximo ano. Estou animado para esta nova aventura e com tudo o que vou aprender ao longo dessa jornada. Obrigado por todo o apoio!", escreveu no Instagram.

John John é o atual líder do Circuito Mundial com 32.160 pontos, tendo vencido duas das cinco etapas (Bells Beach e Margaret River) realizadas. Ele é seguido de perto pelo norte-americano Kolohe Andino, com 27.760 pontos, e pelo brasileiro Filipe Toledo, com 27.195 pontos.

Apontado como um dos maiores nomes da nova geração do surfe, John John também deve perder a disputa pela vaga nos Jogos de Tóquio, onde a modalidade fará sua estreia olímpica. Cada país pode inscrever até dois nomes, sendo que os dez primeiros do ranking mundial estão assegurados. Neste momento, as vagas dos Estados Unidos estariam com Andino e com o veterano Kelly Slater atual sétimo colocado, com 17.735 pontos.


Categorias Relacionadas